Portal BEI

Goldman Sachs e Microsoft fazem Dow Jones bater marca de 40 mil pontos

Fonte: Redacao IF

A chegada do Dow Jones a um novo recorde ilustra a força da economia dos Estados Unidos em diversos setores.

O índice fechou acima de 40 mil pontos pela primeira vez na sexta-feira (17), apoiado em Goldman Sachs, Microsoft, UnitedHealth e Caterpillar.

Mais de dois terços dos integrante do Dow Jones registram alta desde 24 de novembro de 2020.

“Este movimento não é impulsionado por um setor ou uma ação”, diz Gina Bolvin, presidente do Bolvin Wealth Management. “É realmente um rali de base ampla.”

Na semana, o índice das principais ações americanas subiu 1,2% na Nyse. O S&P 500 teve alta de 1,5%, enquanto o Nasdaq avançou 2,1%.

Esperanças renovadas de que o Federal Reserve, o banco central americano, cortará as taxas de juros em 2024 desencadearam um rali das ações.

Todos os 11 setores do S&P 500 subiram no mês até agora, elevando o índice amplo em 5,3%.

Sinais benignos da economia dos EUA

Os investidores receberam mais sinais esta semana de que a economia pode esfriar gradualmente sem deterioração significativa.

Uma medida-chave da inflação de preços ao consumidor, o CPI, subiu em seu ritmo mais lento desde 2021 em abril.

As vendas no varejo no mês passado, por sua vez, permaneceram inalteradas em relação a março.

“O mercado está muito sintonizado com essa ideia de pouso suave, e a maioria dos dados que recebemos é consistente com isso”, afirmou Mike Medeiros, estrategista da Wellington Management.

Esse otimismo está refletido nos preços das ações e dos títulos, e os investidores precisarão de evidências que vão contra essas esperanças para que o rali perca força, acrescentou.

Uma pesquisa do Bank of America apontou que 82% dos gestores de fundos esperam que o Fed corte as taxas de juros no segundo semestre.

Entretanto, a reprise desta semana da mania das “ações meme” que caracterizou as negociações em 2021, deixou alguns investidores nervosos.

A GameStop caiu 20% na sexta-feira depois que a empresa disse que planeja vender ações adicionais.

Mas a ação da Robinhood subiu 12% após analistas do BofA elevarem a classificação da corretora, que se concentra em investidores individuais.

“Há muita especulação por aí, muito dinheiro rápido procurando ganhar um trocado em uma negociação”, diz Eric Beiley, diretor-gerente executivo da Steward Partners.

Peso do setor de tecnologia nas bolsas cresce

Empresas com um preço de ação mais alto têm um efeito maior na direção do índice, enquanto os outros dois principais índices são ponderados pelo valor de mercado.

Isso às vezes fez com que o Dow perdesse ralis impulsionados pelas maiores empresas do mercado, que são principalmente empresas de tecnologia.

Em 2020, o Nasdaq, fortemente concentrado em tecnologia, saltou 44% enquanto o Dow ganhou cerca de 7%.

Outras vezes, a ponderação pelo preço das ações do Dow foi sua vantagem.

Durante o colapso do mercado de ações em 2022, o Dow caiu menos do que o S&P 500 e o Nasdaq.

A liderança da Microsoft no Dow reflete a crescente importância das ações de tecnologia para o índice e para o mercado como um todo.

A empolgação em torno da tecnologia de inteligência artificial generativa impulsionou um rali nas ações de várias grandes empresas de tecnologia, levando os principais índices a recordes este ano.

Inteligência artificial impulsiona ações da Microsoft

As ações da Microsoft quase dobraram desde a marca de 30 mil pontos do Dow Jones e subiram 12% este ano.

A Microsoft está entre as maiores beneficiárias da febre da IA e é vista pelos investidores como parte da vanguarda da adoção da tecnologia.

O setor de tecnologia agora tem um peso de aproximadamente 19% no Dow, comparado a menos de 18% quando o índice atingiu 30 mil pontos.

Enquanto isso, as ações do Goldman Sachs subiram 21% este ano, à medida que as divisões de banco de investimento e de negociação aumentaram receitas.

A UnitedHealth é a ação de maior peso no Dow Jones.

As ações subiram mais de 50% desde os 30 mil pontos, mas caíram 0,3% em 2024.

Em fevereiro, o Dow Jones adicionou a Amazon ao seu clube de 30 membros.

Isso traz mais uma grande ação de tecnologia para o índice, que tradicionalmente tem mais peso de bancos e empresas industriais.

Com informações do Valor Pro, serviço de notícias em tempo real do Valor Econômico

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!