Portal BEI

Epic Games aceita “jogo perigoso” com aporte da Disney – NeoFeed

Fonte: Rodrigo Loureiro

A Disney ampliou sua participação na Epic Games. A gigante de mídia comunicou ao mercado que investiu mais US$ 1,5 bilhão na desenvolvedora de jogos como Fortnite e Rocket League, o que pode dar a ela uma fatia próxima a 10% do negócio.

O problema é que o aporte da Disney avalia a Epic Games em US$ 22,5 bilhões. Esse valor é 29% menor do que o valuation que a companhia havia obtido há dois anos, quando recebeu seu último investimento de grande porte.

Na ocasião, a Epic Games captou US$ 2 bilhões com empresas como Sony e Kirkbi e foi avaliada em US$ 31,5 bilhões. Ao todo, segundo dados do Crunchbase, a Epic Games já levantou mais de US$ 7,9 bilhões. Outros investidores do negócio são Tencent, GIC e Fidelity.

O acordo atual também inclui o licenciamento de personagens e histórias de franquias da Disney para serem utilizados dentro do Fortnite. Entre elas estão Marvel, Star Wars, Pixar e Avatar. A duração desse contrato não foi divulgada.

A estratégia da Disney é semelhante à adotada pela Kirkbi, que é controladora do Grupo Lego. No round de US$ 2 bilhões feito em 2022, a Kirkbi estabeleceu que um acordo em que personagens desenhados no estilo Lego seriam utilizados no Fortnite.

Disney e Epic Games não revelam qual foi a participação negociada no deal, mas o The Wall Street Journal informa que o investimento implica em uma participação de 7% na companhia e dilui os acionistas existentes em 9%.

A mais afetada é a Tencent. Até 2022, a empresa chinesa tinha cerca de 40% do controle da Epic Games. Mas não se sabe quanto foi a diluição tanto com o aporte feito há dois anos como com o atual da Disney.

Os acionistas da Disney têm motivos de sobra para comemorar o investimento. As ações da empresa dispararam mais de 10% nos últimos dois dias. No ano, a valorização já fica próxima de 20%. O valor de mercado atual do grupo está em US$ 198,4 bilhões.

Essa valorização vem em boa hora, uma vez que a Disney enfrenta problemas internos com a sucessão de sua cadeia de comando. Dois fundos ativistas, ValueAct Capital e Blackwells Capital, demonstram apoio à diretoria atual contra Nelson Peltz, outro investidor da companhia.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!