Portal BEI

Grãos voltam a subir em Chicago com incerteza do mercado para o clima após medidas da Argentina; veja – Money Times

Fonte: Pasquale Augusto
grãos clima argentina
Os agentes financeiros estão cautelosos devido ao dados mais fracos sobre exportações de grãos dos Estados Unidos (Imagem: REUTERS/Jorge Adorno)

Os contratos dos grãos como a soja e o trigo, voltaram a subir na Bolsa de Chicago (CBOT) nesta quinta-feira (14), após as novas medidas econômicas da Argentina, como a desvalorização do peso, derrubarem as commodities no mercado internacional.

Segundo Rafael Silveira, analista da oleaginosa na Safras & Mercado, os agentes financeiros estão cautelosos devido a dados mais fracos sobre exportações dos Estados Unidos, mas principalmente por conta do clima no Brasil.

“Há preocupações sobre o potencial produtivo da soja, principalmente no Centro-Oeste, que sofre com o tempo seco. Por outro lado, as condições na Argentina seguem favoráveis, e agora com a questão do novo preço do câmbio, há maior chance de aumentar a competitividade por lá”, explica.

Para o trigo, de acordo com Evandro Oliveira, também da Safras, a sustentação do mercado ocorreu em meio às especulações de que a Argentina considera elevar a tarifa de exportação de trigo de 12% para 15%.

“Essa possibilidade ganhou destaque um dia após a desvalorização do peso argentino, indicando um possível aumento nas vendas externas do país e resultando em um significativo aumento no mercado”, diz.

Confira o fechamento para a soja, trigo e outras commodities:

Cultura Vencimento Valor (US$) Variação (%) Variação (Cents)
Soja (CBOT) janeiro/24 13,14 0,49 6,50
Milho (CBOT) março/24 4,79 -0,05 -0,25
Trigo (CBOT) março/24 6,15 1,73 10,50
Café (ICE) março/24 1,90 1,03 1,95
Açúcar (ICE) março/24 0,22 0,95 0,0021
Fonte: Safras & Mercado

Confira o fechamento da quarta-feira.

Pasquale Augusto

Repórter no Agro Times

Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.

Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!