Portal BEI

XP Empresas apoia debate sobre as ‘Perspectivas para a economia brasileira’

Fonte: fernandoprandi

Os cenários das economias brasileira e mundial e seus respectivos impactos para grandes e médias empresas, além de estratégias compartilhadas por quem está na linha de frente da gestão financeira das companhias. Essa foi a dinâmica do “Perspectivas para a economia brasileira”, evento do InfoMoney com apoio da XP Empresas, realizado no último dia 28, em São Paulo.

Com uma plateia formada por CFOs (Chief Financial Officer, ou Chefe do Setor Financeiro na tradução para o português) de empresas do cenário nacional e internacional, o evento contou com o debate de Gustavo Loyola, ex-presidente do Banco Central e sócio da Tendência Consultoria, Caio Megale, economista-chefe da XP, e Daniela Sabbag, CFO do Assaí Atacadista.

Megale destacou a importância de as empresas terem voz nas decisões políticas que impactam diretamente a economia.  “As discussões estão vivas lá em Brasília. Por isso, quanto mais as empresas participarem do debate e se fizerem ouvir, melhor. Daí a importância de eventos como esse de hoje”, disse o economista.

Já Felipe Campelo, head da XP Empresas, ressaltou como a troca de conhecimento entre os palestrantes e o público presente pode fazer a diferença nas tomadas decisões das corporações. “Esse tipo de evento mobiliza muito, não só com a qualidade do conteúdo trazido pelos nossos palestrantes, mas para nós e nossos clientes nos posicionarmos no dia a dia”, comentou.

Diretora financeira da Fiserv, líder global em tecnologia financeira e pagamentos, Adriana Campanholo também elogiou a iniciativa. “Estamos todos com as mesmas dúvidas. O momento econômico que estamos vivendo é bastante incerto, seja local ou globalmente falando. Quando trazemos pessoas com conhecimento histórico, que viveram vários cenários políticos, nos levanta provocações de como podemos nos questionar e pensar melhor para que lado estamos indo”, afirmou a executiva.

Juros, inflação e retomada do crescimento

Gustavo Loyola, ex-presidente do Banco Central, abriu o evento com uma palestra sobre macroeconomia

No debate, o ex-presidente do Banco Central, Gustavo Loyola, colocou em pauta sua visão macroeconômica. “A perspectiva que nós temos para os próximos anos no mundo ainda é de juros altos. A inflação ainda é alta e vai exigir do FED (Federal Reserve Bank, o banco Central dos Estados Unidos) uma exigência maior em termos de política monetária. O resultado disso é uma desaceleração do crescimento”, pontuou Loyola.

No entanto, o ex-presidente do Banco Central vê pontos favoráveis dos quais o Brasil pode aproveitar. “Temos riscos importantes em relação aos gastos públicos, mas essas incertezas externas atingem de maneira mais forte os países que competiam com o Brasil por investimentos. Outro ponto favorável ao Brasil são as questões climáticas, nas medidas que os países estão buscando atingir suas metas estabelecidas no Acordo de Paris (políticas públicas para frear o aquecimento global), e o Brasil pode se beneficiar por ter frentes valiosas nesse sentido”, ressaltou.

Daniela Sabbag, CFO do Assaí Atacadista

Daniela Sabbag, CFO do Assaí Atacadista, pontuou que esperava por uma queda mais rápida dos juros no Brasil, mas enxerga que a recuperação econômica está ocorrendo. “Já vemos uma melhora gradual e todos os indicadores favoráveis para vermos cada vez mais essa recuperação”, ressaltou.

Para saber mais sobre o conteúdo do evento, leia aqui.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!