Portal BEI

Petrobras aprova construção de usinas solares em três refinarias

Fonte: Henrique Hein

Petrobras aprova construção de usinas solares em três refinarias

Refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo. Foto: Marcos Peron/Agência Petrobras

A Petrobras vai direcionar por meio de seu fundo de descarbonização recursos para implementação de três usinas solares nas refinarias de Gabriel Passos (Regap), em Minas Gerais; de Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco; e de Paulínia (Replan), em São Paulo. 

As novas plantas passam a integrar a carteira de 33 projetos financiados pelo fundo e que, atualmente, conta com capacidade de reduzir as emissões de carbono em 1,52 milhão de toneladas por ano.

A capacidade total estimada das três usinas fotovoltaicas será da ordem de 48 MW, com início das operações previstas para 2025, segundo William França da Silva, diretor de processos industriais e produtos da Petrobras.

“A instalação de usinas fotovoltaicas integradas ao sistema de geração de refinarias permite a melhoria da integração e confiabilidade operacional, reduzindo o consumo de gás e, consequentemente, as emissões de gases de efeito estufa”, disse o profissional. 

O fundo de descarbonização da Petrobras foi criado para apoiar ações em prol da transição energética das operações da empresa nos segmentos de exploração e produção, refino, gás e energia e logística. 

Atualmente, o fundo conta com a disponibilidade orçamentária de US$ 1 bilhão no quinquênio 2024-2028. Todos os investimentos aprovados fazem parte do plano estratégico da companhia de neutralizar as emissões de gases tóxicos operacionais até 2050. 

“A Petrobras é uma grande consumidora de energia, o que é uma alavanca importante para a nossa ambição de avançarmos, nos próximos anos, em projetos de geração renovável de grande materialidade, buscando aliar projetos rentáveis com a progressiva descarbonização das nossas atividades e dos nossos produtos”, destacou Maurício Tolmasquim, diretor de transição energética e sustentabilidade da petroleira. 


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!