Portal BEI

Yduqs (YDUQ3) vai cumprir projeção de lucro por ação em 2024? Veja o que dizem XP, BofA e Itaú BBA

Fonte: Pedro Knoth

A Yduqs (YDUQ3) animou o mercado financeiro com novas projeções de geração de caixa e crescimento de receita divulgadas na na manhã de terça-feira, com guidance de lucro líquido de R$ 1,6 a R$ 1,9 por ação em 2024.

Bancos avaliam que a holding que é dona de Estácio e Ibmec deve acelerar crescimento no segundo trimestre. Afinal, a companhia vai conseguir entregar o que prometeu a acionistas e investidores?

Para a XP, as projeções definidas pela holding dona de Estácio e Ibmec são críveis porque vieram abaixo das previsões da própria corretora. O guidance da Yduqs “dá alguma garantia de que a empresa pode entregar os resultados esperados”, dizem analistas. O Itaú BBA nota que as estimativas apontadas pela própria companhia implicam num desconto sobre o atual preço da ação.

Yduqs (YDUQ3): O que bancos dizem sobre o novo guidance

O guidance da Yduqs catapultou a ação da companhia dentro do Ibovespa. O papel da holding foi a melhor ação do índice na terça-feira, subindo mais de 10%.

Nesta quarta, a ação encerrou o pregão em alta de 0,43%, cotada a R$ 13,87.

No guidance, a Yduqs projeta um lucro líquido por ação de R$ 1,6 a R$ 1,9 em 2024. É um avanço de 33,3% a 58,3%, considerando o lucro proporcional de R$ 1,20 averiguado em 2023.

Além disso, a holding divulgou uma meta de geração de caixa operacional de R$ 8 bilhões a R$ 10 bilhões entre 2025 e 2029. O guidance também aponta que tanto a receita líquida quanto o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) devem crescer em taxa composta anualizada de 5% a 9% entre 2025 e 2029.

O guidance da Yduqs (YDUQ3) foi especialmente bem-recebido porque superou as expectativas da Faria Lima. É o que aponta o Bank of America em relatório.

Além disso, o mercado acredita que a Yduqs é capaz de cumprir com os indicadores que prometeu, conforme apontam os analistas Mirela Oliveira e Lucas Brendim, do BofA. “Em nossa visão, o portfolio diversificado e controle de custo de endividamento da Yduqs aumenta a credibilidade do guidance”, avaliam.

A alta no papel reverte uma tendência negativa de queda da Yduqs (YDUQ3) no Ibovespa, cuja ação acumula perda de 36% em 2024.

Já a XP Investimentos aponta que o guidance veio abaixo das estimativas da corretora para lucro líquido, geração de caixa e crescimento de receita. Analistas, contudo, interpretaram as projeções como “um sinal de conservadorismo”.

“O que nos dá alguma garantia de que a empresa pode entregar os resultados esperados. Além disso, os números fornecidos não incorporam a expansão da margem”, dizem Rafael Barros e Raphael Elage, da XP.

Sob guidance, ação da Yduqs está ‘atrativa’

O Itaú BBA manteve a recomendação de compra para a ação da Yduqs (YDUQ3), com preço-alvo de R$ 24 em 2024.

O banco vê o papel com desconto de cinco vezes no preço sobre lucro, considerando a projeção de lucro líquido por ação de R$ 2 e R$ 3.

Para atender às projeções de resultados de lucro por ação em 2024, o Itaú BBA diz que “é razoável esperar uma forte aceleração nesse sentido no segundo trimestre”.

“Para 2025, os investidores pareciam mais entusiasmados ao olhar para o meio do guidance, visto que esses níveis implicariam na negociação das ações a um preço em relação ao lucro (P/L) atrativo de 5 vezes para 2025”, dizem analistas liderados por Vinícius Figueiredo, do Itaú.

Nos cálculos do Santander, o guidance da Yduqs (YDUQ3) revela um preço sobre lucro da ação de quase oito vezes, ainda maior que a projeção do Itaú BBA.

A projeção de lucro por ação também aponta que a Yduqs deve terminar o ano com resultado líquido de R$ 466 milhões a R$ 554 milhões. “Isso é uma aceleração forte, considerando a expectativa de lucro líquido de R$ 225 milhões no primeiro semestre”, notam analistas.

Os fatores combinam para tornar o guidance da Yduqs “alcançável”.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!