Portal BEI

XP em queda livre e Transmissão Paulista (TRLP4) voando alto; veja 5 destaques em Comprar ou Vender – Money Times

Fonte: Giovana Leal
XP transmissão paulista ibovespa
Derrocada da XP e salto da Transmissão Paulista foram destaque na semana (Imagem: Reuters/Amanda Perobelli)

A derrocada das ações da XP Inc (XP) foi destaque esta semana, após divulgar os resultados do primeiro trimestre de 2024.

Os analistas avaliam que os resultados, no geral, vieram dentro das expectativas, que segundo o BTG estavam longe de ser altas, especialmente considerando o recente desempenho das ações.

Já a Ativa acredita que a XP apresentou um resultado ruim. No top line (linha do topo), o destaque negativo segue com o desempenho fraco do wealth management, fruto de um take rate em queda, mas principalmente, de uma fraca captação líquida”, explica.

Por outro lado, a disparada dos papéis da Transmissão Paulista (TRLP4) também chamou a atenção do mercado. Os motivos da alta também intrigam analistas que conversaram com o Money Times, uma vez que não houve nenhum fato relevante ou comunicado ao mercado que pudesse provocar alterações.

Lucas Sharau, assessor na iHUB Investimentos, lembra, porém, que a empresa emitiu 1 bilhão de debêntures. O especialista também recorda que é uma empresa que historicamente paga bons dividendos de forma perene.

Já os analistas da Genial avaliam que além dos investimentos em reparos e melhorias, a Transmissão possui um grande pipeline de investimentos referentes aos novos projetos adquiridos ao longo dos últimos anos, um montante próximo de R$ 7,1 bilhões entre 2024-2028, considerando uma eficiência de capex de 20% em relação ao estimado pela Aneel.

Veja as indicações dos especialistas a seguir e outros destaques da editoria Comprar ou Vender do Money Times na semana:

5º – Transmissão Paulista (TRLP4): O que explica disparada das ações?

A alta recente das ações da Transmissão Paulista (TRLP4) despertou o interesse, inclusive, da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). O volume de ação mais que duplicou entre 14 e 20 de maio, passando de R$ 96 milhões para R$ 161 milhões, alta de 171%.

Os motivos da alta também intrigam analistas que conversaram com o Money Times. Nas últimas semanas, não houve nenhum fato relevante ou comunicado ao mercado que pudesse provocar alteração dos preços.

Confira a matéria completa.

4º – Safra inicia cobertura de Cosan (CSAN3) com recomendação de compra; confira o potencial de alta das ações

Banco Safra iniciou a cobertura das ações da Cosan (CSAN3) com recomendação de compra. preço-alvo de 12 meses de R$ 24, de acordo com relatório publicado na terça (21). O valor representa um potencial de alta de 69%.

“A Cosan detém participações em empresas com características únicas e perspectivas de
crescimento muito boas”, escreveu o analista Conrado Vegner.

Confira a matéria completa.

3º – Magazine Luiza (MGLU3) e Casas Bahia (BHIA3): Esperem pelo melhor, vê Safra

Campeãs na pandemia da Covid, perdedoras na disparada dos juros. Os últimos anos foram de sangria para as duas principais varejistas brasileiras na Bolsa, Casas Bahia (BHIA3) e Magazine Luiza (MGLU3).

No caso da primeira, a má gestão e problemas financeiros atrapalharam a ainda mais a companhia, que já estava estrangulada pela Selic a 13,75%. Já o Magazine Luiza, que sempre foi elogiado pela gestão, precisou mudar a rota e enxugar os custos para voltar ao lucro, o que ocorreu no primeiro trimestre de 2024 e no quarto de 2023.

Confira a matéria completa.

2º – XP em queda livre: Investidores vendem papel a rodo após ‘gatilhos’ do 1T24

XP Inc (XP) entregou os resultados do primeiro trimestre de 2024 com alta do lucro de 29%. Mas isso não foi, nem de longe, suficiente para aquetar os corações aflitos dos investidores. As ações fecharam o dia após o anúncio em queda de 16,13%, a US$ 18,74, na Nasdaq.

Segundo analistas, os resultados, no geral, vieram dentro das expectativas, que segundo o BTG estavam longe de ser altas, especialmente considerando o recente desempenho das ações (queda de 20% no acumulado do ano).

Confira a matéria completa.

1º – Deu ruim: Analistas apostam na queda destas duas ações; uma pode tombar mais de 20%

Nem só de retornos positivos vivem os analistas. Duas casas rebaixaram o preço-alvo de ações para um potencial de queda.

Na segunda, a Ativa deixou a Petz (PETZ3) com o rabo entre as pernas: cortou o preço-alvo do papel para R$ 3,90, o que implica potencial de queda de 12% ante o último fechamento. A recomendação é neutra.

Já no último dia 14, foi a vez da Genial cortar o preço-alvo da Aeris (AERI3) para R$ 8, o que abre potencial de tombo de 20% para a companhia. A recomendação é de venda.

Confira a matéria completa.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!