Portal BEI

Pelo terceiro mês, preços ao consumidor chinês sobem e deflação industrial persiste – Money Times

Fonte: Reuters
china mercado de ações preocupação inflação consumidores preços
China: Dados do Departamento Nacional de Estatísticas (NBS) apontam que o índice de preços ao consumidor (IPC) subiu 0,3% em abril. (Imagem: REUTERS/Florence Lo)

Os preços ao consumidor na China subiram em abril pelo terceiro mês consecutivo, enquanto os preços ao produtor continuam em queda, sugerindo uma procura interna resiliente, apesar de uma recuperação econômica instável.

Os números estão sendo observados de perto e acompanham as pesquisas oficiais que mostram um resfriamento da atividade industrial e de serviços, à medida que aumentam as preocupações sobre a perda de dinamismo do crescimento econômico, pressionado por uma recessão prolongada no setor imobiliário, reforçando a necessidade de mais apoio político.

Dados do Departamento Nacional de Estatísticas (NBS) apontam que o índice de preços ao consumidor (IPC) subiu 0,3% em abril em relação ao ano anterior, acelerando de um aumento de 0,1% em março – isso ficou acima do aumento de 0,2% previsto em uma pesquisa da Reuters.

O IPC subiu 0,1% em relação ao mês anterior, revertendo a queda de 1% de março e ficando acima da queda de 0,1% prevista pelos economistas.

O índice de preços ao produtor (IPP) caiu 2,5% em abril em relação ao ano anterior, diminuindo de uma queda de 2,8% no mês anterior e em comparação com uma queda prevista de 2,3%.

A procura interna por habitação continua fraca, com a média diária das vendas de casas caindo 47% durante o feriado do Dia do Trabalhador em relação aos níveis de 2023. As preocupações com relação ao desemprego persistem, sobretudo entre os jovens.

A inflação subjacente, excluindo os preços voláteis dos alimentos e dos combustíveis, cresceu 0,7% em abril, face a 0,6% em março.

A China utilizará ferramentas políticas, como a taxa de reservas obrigatórias (RRR) dos bancos e as taxas de juro de uma forma flexível para aumentar o apoio à economia, afirmou no final de abril Politburo, órgão de tomada de decisões importantes do Partido Comunista no poder.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!