Portal BEI

Mulheres nas finanças: conheça as investidoras que marcaram o mercado financeiro

Fonte: Martin Iglesias

Março, o mês dedicado a homenagear as mulheres, nos convida a refletir sobre as notáveis contribuições femininas ao longo da história e das finanças. Em 2018, a BBC apresentou uma lista das mulheres mais influentes, destacando figuras que moldaram o curso do mundo. Entre essas poderosas mulheres, encontra-se Marie Curie, cuja notável trajetória no campo da ciência a posicionou como líder dessa lista, ao lado de nomes como Joana D’Arc, Cleópatra e Santa Maria.

A América Latina é representada pela presença marcante de Frida Kahlo e Gabriela Mistral que adiciona um toque de diversidade e talento à lista. Gabriela, minha compatriota, que chegou a morar em Petrópolis (Rio de Janeiro), foi a primeira pessoa da América Latina a receber um Prêmio Nobel, conquistando-o por sua poesia única que ecoa através do tempo. Uma inspiração para muitos, assim como Frida, que transcendeu barreiras artísticas e se tornou um ícone do movimento surrealista.

Curiosamente, embora a lista destaque mulheres influentes em várias esferas, notamos uma lacuna quando se trata de reconhecer as mulheres que moldaram o mundo das finanças e investimentos.

Talvez seja o momento de celebrar as mulheres que deixaram sua marca nas finanças. Destaquemos duas figuras notáveis: Eufrásia Teixeira Leite e Geraldine Weiss.

Eufrásia Teixeira Leite: visionária dos investimentos

Eufrásia Teixeira Leite nasceu em 1850 em Macaé, Rio de Janeiro. Ela não apenas herdou uma fortuna considerável, mas também se destacou como uma investidora visionária em uma época em que as mulheres tinham acesso limitado ao mundo financeiro.

Depois de assumir a administração de seus bens após a morte de seus pais e irmãos, Eufrásia não apenas desafiou as normas sociais, mas também demonstrou habilidades notáveis como investidora.

eufrasia-story
Eufrásia Teixeira Leite: investidora estratégica, foi líder entre mulheres que ousaram na área financeira

Sua astúcia financeira era evidente em suas escolhas estratégicas de investimento. Enquanto muitos consideravam as finanças um domínio exclusivamente masculino, Eufrásia ousou mergulhar nas complexidades do mercado financeiro, aproveitando suas habilidades analíticas para tomar decisões sólidas.

Seu sucesso como investidora não só preservou sua fortuna, mas também a posicionou como uma líder entre as mulheres que ousaram quebrar barreiras na arena financeira.

Além de sua destreza financeira, Eufrásia Teixeira Leite deixou um legado como mecenas cultural, financiando a construção do Teatro São João em Macaé e contribuindo para o desenvolvimento de instituições educacionais e sociais.

Sua abordagem inovadora e sua habilidade em navegar pelo mundo dos investimentos continuam a inspirar, destacando-a como uma figura notável e multifacetada nos anais da história financeira.

Geraldine Weiss: a analista pioneira

Geraldine Weiss nasceu em 1926 e morreu em 2022. Ela foi analista financeira e autora influente. Sua notoriedade concentrou-se na fundação e edição da “Investment Quality Trends”, uma newsletter de investimentos lançada em 1966.

O grande feito de Geraldine foi popularizar a análise fundamentalista no contexto de escolher ações para investir. Ela desenvolveu uma abordagem focada em identificar ações subvalorizadas de empresas sólidas que pagavam dividendos consistentes.

Sua visão única do mercado financeiro influenciou gerações de investidores, oferecendo uma alternativa valiosa às estratégias mais tradicionais.

Geraldine Weiss: analista financeira e autora de uma newsletter de investimentos lançada em 1966 – Foto: Divulgação

A contribuição de Geraldine Weiss vai além do seu trabalho na newsletter. Ela foi uma das poucas mulheres em uma indústria predominantemente masculina, abrindo caminho para outras mulheres interessadas em finanças. Sua dedicação e habilidade analítica a destacaram como uma figura pioneira nas finanças e uma fonte de inspiração para aqueles que buscavam seguir uma carreira no mundo dos investimentos.

Ambas Eufrásia Teixeira Leite e Geraldine Weiss representam a força e a resiliência das mulheres em campos historicamente dominados por homens. Seus legados continuam a inspirar, lembrando-nos da importância de reconhecer e celebrar as mulheres que contribuíram significativamente para o mundo das finanças e investimentos.

Enquanto refletimos sobre essas mulheres extraordinárias, é crucial notar que a BBC também destaca, anualmente, as mulheres que se destacam no mundo contemporâneo.

No entanto, é interessante perceber que ainda não temos uma lista específica das maiores investidoras ou das mulheres que moldaram as ideias sobre investimentos.

Num mundo onde as finanças frequentemente são dominadas por uma maioria masculina, é essencial reconhecer e celebrar as mulheres que desbravaram esse campo.

Inspiração feminina

Ter grandes referências femininas nas finanças não apenas inspira a próxima geração de mulheres, mas também contribui para uma comunidade mais diversificada e enriquecedora.

Concluímos este tributo ao mês da mulher nas finanças com uma reflexão: “Que as mulheres nas finanças sejam não apenas reconhecidas, mas também valorizadas por suas contribuições únicas. Seus passos ecoam, moldando um futuro mais igualitário e próspero para todos.”

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!