Portal BEI

4 lições financeiras de um ano volátil

Fonte: Martin Iglesias

À medida que o ano chega ao fim, como professor de finanças, sinto-me compelido a compartilhar algumas reflexões sobre os altos e baixos do mercado. O propósito desta crônica não é apenas analisar o passado, mas, mais crucialmente, extrair ensinamentos valiosos que possam guiar-nos nos desafios financeiros que o futuro nos reserva. Serão 4 lições financeiras de um ano tão volátil como foi este de 2023.

1ª lição financeira: tempos difíceis trazem boas oportunidades

O primeiro ponto que merece nossa atenção é a percepção de que momentos de incerteza não devem necessariamente ser temidos, mas podem encarados como oportunidades.

Quando as nuvens de pessimismo pairam sobre o mercado, é fácil recuar e adotar uma postura de espera.

Contudo, aqui temos nossa primeira lição financeira. Aprendi ao longo dos anos que é precisamente em tempos adversos que boas oportunidades se revelam.

Os ativos desvalorizados oferecem um ponto de entrada estratégico, e esperar que tudo esteja em perfeita ordem pode resultar em perder o timing ideal.

2ª lição financeira: esteja sempre exposto, não tente achar o ponto exato de entrada e saída

A velocidade frenética dos mercados é um segundo ponto crucial, nossa segunda lição financeira.

Em um mundo onde os mercados podem mudar drasticamente em questão de minutos, buscar o momento perfeito para entrar ou sair de uma posição pode fazer com que o investidor acabe perdendo o melhor momento.

Eu já consegui constatar em alguns estudos que no longo prazo menos de 1% dos dias representam 100% dos ganhos e neste ano isso foi muito claro.

Poucos dias em novembro e dezembro foram os responsáveis por levar resultados interessantes aos mercados. A hesitação pode custar caro.

3ª lição financeira: diversificação global

A terceira lição financeira que este ano reforçou é a importância da diversificação global. Apegar-se apenas a ativos locais é como limitar-se a apenas um capítulo de um livro vasto e complexo.

Para superar a volatilidade e maximizar os retornos e ter mais lições financeiras, é fundamental diversificar, incluindo ativos internacionais pouco correlacionados.

Dessa forma, podemos alcançar eficiência e resistência diante das adversidades.

4ª lição financeira: reconheça o que é ruído

Por último, mas não menos importante, a necessidade de filtrar o ruído do mercado. O bombardeio constante de notícias e informações muitas vezes carece de relevância a longo prazo. Muitas declarações são corrigidas, dados de curto prazo podem ser enganosos, e é crucial manter o foco no panorama geral, ignorando as distrações efêmeras.

Leveza das lições financeiras para 2024!

Neste espírito, encerro este ano com uma pitada de humor. Talvez, ao invés de fazer resoluções de Ano Novo, devêssemos considerar fazer “investimentos” em nossos sorrisos e em momentos de relaxamento.

Afinal, um pouco de leveza pode ser o melhor antídoto para os altos e baixos do mercado financeiro e da vida em geral.

Que o próximo ano nos traga lucros financeiros e pessoais, e que aprendamos a dançar, com graça e sabedoria, nos altos e baixos que o mercado da vida nos proporciona.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!