Portal BEI

Dívida global encosta em recorde de US$ 315 trilhões, diz IIF | InvestNews

Fonte: Reuters

Uma medida importante do endividamento mundial retomou sua trajetória de alta, à medida que a dívida global atingiu um recorde de US$ 315 trilhões no primeiro trimestre do ano, impulsionada por empréstimos nos mercados emergentes, nos Estados Unidos e no Japão, segundo um estudo.

O índice global da dívida em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) subiu para 333% após três trimestres consecutivos de queda, informou o Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês) nesta terça-feira (7) em seu relatório trimestral Monitor de Dívida Global.

A reversão ocorre na esteira da alta do valor em dólares da dívida global em cerca de US$ 1,3 trilhão em relação ao trimestre anterior.

A dívida nos mercados emergentes cresceu para um recorde de mais de US$ 105 trilhões –tendo mais do que dobrado na última década, de acordo com dados do instituto.

Os maiores contribuintes para o aumento entre as economias emergentes foram a China, a Índia e o México. Na outra ponta, a Coreia do Sul, a Tailândia e o Brasil registraram as maiores reduções no valor em dólares da dívida geral entre o subgrupo, segundo os dados.

“Os déficits orçamentários do governo ainda são mais altos do que os níveis anteriores à pandemia e devem contribuir com cerca de US$ 5,3 trilhões para o acúmulo da dívida global este ano”, disse o instituto em um comunicado. “O aumento do atrito comercial e as tensões geopolíticas também apresentam potenciais ventos contrários significativos para os mercados de dívida.”

Entre as economias desenvolvidas, os Estados Unidos e o Japão viram a dívida aumentar mais rapidamente, acrescentando 17 pontos percentuais e 4 pontos percentuais, respectivamente.

Para você: Os principais tópicos para começar bem o dia!

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!