Portal BEI

Com mais usuários na Europa, Shein será submetida a regras mais rígidas de conteúdo | InvestNews

Fonte: Reuters

Por Foo Yun Chee e Deborah Mary Sophia

BRUXELAS (Reuters) – A empresa chinesa de moda Shein deve enfrentar regras de conteúdo online mais restritivas na Europa após reportar na região um imenso número de usuários, que se compara ao de companhias como Meta, Google, da Alphabet, a rede social X, antigo Twitter, de Elon Musk, e TikTok.

As novas regras da União Europeia classificam empresas com mais de 45 milhões de usuários como plataformas online muito grandes (VLOPs, na sigla em inglês) e exige que elas combatam conteúdo ilegal e danoso, assim como produtos falsificados.

A Shein, que tem mirado um IPO nos Estados Unidos, lançou seu marketplace na Europa em agosto do ano passado.

“Nós calculamos que, de 1º de agosto de 2022 até 31 de janeiro de 2024, a Shein teve uma média de 108 milhões de usuários ativos mensais nos Estados-membros da UE”, afirmou a empresa em seu website.

A Comissão Europeia disse estar ciente da quantidade de usuários da plataforma.

A legislação se aplica a 16 empresas de tecnologia, incluindo Amazon.com, Apple, Alibaba, Microsoft e três sites de pronografia.

(Reportagem de Foo Yun Chee em Bruxelas; reportagem adicional de Deborah Sophia em Bengaluru)

Para você: Os principais tópicos para começar bem o dia!

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!