Portal BEI

Balanços do 1T2024: Confira os resultados de Bank of America, Morgan Stanley, Johnson & Johnson e UnitedHealth

Fonte: Redacao IF

O Bank of America (BofA) teve lucro líquido de US$ 6,7 bilhões no primeiro trimestre de 2024, 18% menor do que o ganho de US$ 8,2 bilhões apurado em igual período do ano passado, segundo balanço divulgado nesta terça-feira.

O lucro por ação do banco americano entre janeiro e março foi de US$ 0,76, em linha com a projeção de analistas consultados pela FactSet.

A receita do Bofa teve queda anual de 2% no trimestre, a US$ 25,82 bilhões, mas superou levemente o consenso da FactSet, de US$ 25,59 bilhões.

Apenas a receita com juros diminuiu 3%, a US$ 14,03 bilhões. Já as provisões para eventuais perdas com crédito somaram US$ 1,3 bilhão, ante US$ 1,1 bilhão um ano antes.

Nos primeiros meses três do ano, o BofA registrou uma despesa extraordinária de US$ 700 milhões repassados ao Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC) em função das quebras de bancos regionais dos EUA ocorridas no ano passado.

Às 8h10 (de Brasília), a ação do BofA se mantinha estável nos negócios do pré-mercado em Nova York.

O Morgan Stanley teve lucro líquido de US$ 3,4 bilhões no primeiro trimestre, 14% maior do que o ganho de US$ 2,98 bilhões apurado em igual período do ano passado, segundo balanço divulgado nesta terça.

Entre janeiro e março, o lucro por ação do banco americano ficou em US$ 2,02, superando de longe o consenso da FactSet, de US$ 1,67.

Já a receita teve aumento anual de cerca de 4% no trimestre, para US$ 15,1 bilhões, vindo também acima da projeção da FactSet, de US$ 14,4 bilhões.

Às 8h50 (de Brasília), a ação do Morgan Stanley avançava 2,7% nos negócios do pré-mercado em Nova York.

Johnson & Johnson

A Johnson & Johnson informou mais cedo que registrou lucro líquido de US$ 5,35 bilhões no primeiro trimestre de 2024, ou de US$ 2,20 por ação em termos ajustados. O resultado ficou aquém da projeção de US$ 2,64 dos analistas ouvidos pela FactSet.

A empresa farmacêutica obteve US$ 21,383 bilhões em vendas, frente à previsão de US$ 21,39 bilhões.

Apesar de ter ficado abaixo das expectativas, os números foram melhores que os dos três meses encerrados em março no ano passado.

O lucro líquido compensou o prejuízo de US$ 491 milhões (ou US$ 0,19 por ação) vistos no primeiro trimestre de 2023.

A receita cresceu 2,3% ante os US$ 20,894 bilhões reportados um ano antes.

Após a divulgação, a ação da J&J recuava 1,69% nas negociações pré-mercado em Nova York, às 7h58 (de Brasília).

UnitedHealth

A UnitedHealth teve prejuízo líquido de US$ 1,41 bilhão no primeiro trimestre de 2024, que contrasta fortemente com o lucro de US$ 5,61 bilhões apurado em igual período do ano passado.

No resultado com ajustes, porém, a maior seguradora de saúde dos EUA apresentou lucro por ação de US$ 6,91 entre janeiro e março, superando a previsão de US$ 6,62 de analistas consultados pela FactSet.

A receita da UnitedHealth, que concluiu a venda da Amil em fevereiro, teve expansão anual de 8,6% no trimestre, a US$ 99,8 bilhões, resultado também acima do consenso da FactSet, de US$ 99,23 bilhões.

Após o balanço, a ação da UnitedHealth saltava 5,2% no pré-mercado de Nova York às 7h25 (de Brasília).

Na segunda-feira, porém, a ação acumulava perdas de 15,4% desde o começo do ano, depois de encerrar a semana passada no menor nível desde novembro de 2021.

Com informações da Dow Jones Newswires e do Estadão Conteúdo

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!