Portal BEI

Anac determina fechamento do aeroporto de Porto Alegre por tempo indeterminado

Fonte: Redacao IF
Anac determina fechamento do aeroporto de Porto Alegre por tempo indeterminado
Aeroporto de Porto Alegre inundado pelas chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul. Foto: Ricardo Stuckert/PR

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aplicou medida cautelar que proíbe operações de pouso e decolagem de aeronaves de asa fixa (aviões) no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre (RS). Inicialmente, a suspensão seria mantida até 30 de maio.

A medida, de caráter provisório, é válida por tempo indeterminado e será mantida até que a concessionária Fraport Brasil comprove o restabelecimento das condições para as operações aéreas no local.

A determinação veio por meio da Portaria nº 14.654, de 20 de maio de 2024. As aéreas já estavam impedidas pela Anac de comercializar passagens para o terminal. Ontem, Gol, Latam e Azul anunciaram uma malha temporária de 28 voos comerciais por semana para a Base de Canoas. A medida visa manter a conectividade da região e facilitar o transporte de doações.

Segundo a Anac, a decisão de fechar o aeroporto da capital levou em consideração a impossibilidade de utilização do sistema de pistas e, consequentemente, todo o complexo aeroportuário do Salgado Filho, após as enchentes que devastaram o Rio Grande do Sul desde o fim de abril.

“A situação do Aeroporto de Porto Alegre só poderá ser analisada após a diminuição do volume de água no complexo aeroportuário e da avaliação dos danos ocorridos”, disse.

Recentemente, fontes destacaram à agência Dow Jones que o terminal deveria ficar fechado até setembro. O Aeroporto Internacional Salgado Filho movimentou mais de 7 milhões de passageiros no ano passado.

Enquanto o terminal da capital não é liberado, as companhias aéreas do país começaram a se organizar para operar voos comerciais na Base Aérea de Canoas (RS). Com isso, o embarque vai ser feito em um shopping da região e os passageiros vão ser levados de ônibus ao terminal.

A autorização para voos comerciais em Canoas veio da movimentação do Ministério de Portos e Aeroportos e da Agência Nacional de Aviação Civil.

Segundo as aéreas, a operação é fundamental para viabilizar o transporte de mantimentos e doações às vítimas das chuvas. Com voos comerciais, essas cargas podem ser transportadas na barriga dos aviões de passageiros, o que reduz a necessidade dos voos cargueiros, que são mais caros.

A Fraport Brasil, concessionária do terminal de Porto Alegre, foi designada como responsável pela operação comercial em Canoas.

Com informações do Valor Pro, serviço de notícias em tempo real do Valor Econômico

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!