Portal BEI

Ações em alta: 3R (RRRP3) dispara 7% com fusão; JBS (JBSS3) sobe 18% na semana

Fonte: Pedro Knoth

O bloco de ações em alta no Ibovespa foi liderado pelo ativo da 3R Petroleum (RRRP3) nesta sexta-feira, com investidores incorporando a fusão com a Enauta (ENAT3) nos preços do papel mais uma vez. As ações da petroleira júnior subiram mais de 7% após o conselho da empresa aprovar os termos da fusão e convocar uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para aprová-la.

Na semana, o destaque ficou com o setor de frigoríficos, cuja alta das ações superou casa de dois dígitos. A JBS (JBSS3) ganhou destaque, com a maior alta da semana, depois de o mercado avaliar como positivo seu resultado de quarto trimestre. A Marfrig (MRFG3) também superou projeções no balanço. Por outro lado, as ações da Petrobras (PETR4) fecharam em queda de 12% com a demissão de Jean Paul Prates. Uma ação, contudo, teve um desempenho ainda pior na bolsa durante a semana.

Confira em seguida as principais ações em alta e em queda do Ibovespa hoje e na semana.

As ações da 3R Petroleum dispararam 7,14% no Ibovespa hoje. O movimento de alta para o papel se iniciou após o conselho da petroleira anunciar a assinatura de um protocolo de justificativa de fusão com a Enauta, durante a manhã desta sexta-feira.

No documento, tanto a Enauta quanto a 3R anunciaram o modelo da nova companhia gerada a partir da fusão das duas. A nova companhia será a terceira maior empresa do setor de óleo e gás do Brasil, com capacidade de produção de cerca de 100 mil barris ao dia, inferior apenas às de Petrobras e Prio.

A 3R vai assumir 53% do capital social da nova empresa, enquanto a fatia da Enauta no novo negócio será de 47%. Por outro lado, Décio Oddone, CEO da Enauta, será quem deve chefiar a nova empresa.

Além disso, conforme o protocolo assinado, a Enauta passa a ser uma subsidiária da 3R Petroleum. Ou seja, ela vai deixar de ter suas ações (ENAT3) negociadas na B3. A 3R vai emitir novas ações a serem atribuídas aos acionistas da Enauta, e também à Maha Holdings.

Fora do Ibovespa, as ações da Enauta (ENAT3) subiram 3,65%.

O destaque da semana ficou com JBS (JBSS3). Além de o papel ter figurado entre as ações com maiores altas nesta sexta, subindo 2,60%, a ação teve o melhor desempenho semanal do Ibovespa, com alta de 18,20%.

Assim, o bom desempenho dos frigoríficos após a temporada de balanços levou o Ibovespa a encerrar a semana no azul, diz Rodrigo Moliterno, especialista da Veedha Investimentos.

“O setor de proteína animal teve bons resultados no primeiro trimestre, principalmente com JBS e Marfrig entregando números positivos”, diz Moliterno.

Top 10 altas hoje

  1. 3R Petroleum (RRRP3): +7,14%
  2. JBS ON (JBSS3): +2,60%
  3. Embraer ON (EMBR3): +2,30%
  4. Marfrig ON (MRFG3): +2,13%
  5. Vale ON (VALE3): +1,96%
  6. Prio ON (PRIO3): +1,56%
  7. Dexco ON (DXCO3): +1,45%
  8. Isa Cteep PN (TRPL4): +1,20%
  9. Vamos ON (VAMO3): 1,19%
  10. Assaí ON (ASAI3): +1,19%

Top 10 ações em alta da semana

  1. JBS ON (JBSS3): +18,40%
  2. Embraer ON (EMBR3): 18,09%
  3. Marfrig ON (MRFG3): +15,98%
  4. Hapvida ON (HAPV3): +12,10%
  5. Casas Bahia ON (BHIA3): 12,04%
  6. Minerva ON (BEEF3): 7,57%
  7. CSN Mineração ON (CMIN3): +7,29%
  8. Raia Drogasil ON (RADL3): +7,25%
  9. Vamos ON (VAMO3): +5,59%
  10. CPFL Energia ON (CPFE3): +5,46%

Petrobras (PETR3;PETR4) desaba 12%, mas perde para outra

As ações da Petrobras desabaram mais de 12% na semana com a demissão do ex-CEO Jean Paul Prates. A companhia anunciou a demissão de Prates na última terça-feira. Ao mesmo tempo, afirmou ter recebido do Ministério de Minas e Energia indicação da engenheira Magda Chambriard para o comando da estatal.

“A notícia da troca do CEO da Petrobras, o que fez o papel cair ao longo da semana”, afirmou Moliterno. Assim, o papel ordinário da petroleira (PETR3) despencou 12,94%, enquanto o preferencial (PETR4) recuou 12,00%

Contudo, uma ação superou a Petrobras em termos de perdas: a Yduqs (YDUQ3). Na ponta oposta das ações em altas, o ativo da holding de Educação e dona de Estácio e Ibmec despencou mais de 17%.

O principal motivo por trás da queda da ação da Yduqs na semana foi o resultado apresentado para o primeiro trimestre, no qual apresentou números “fracos”, de acordo com o Itaú BBA.

O banco explica, em relatório que, apesar de a Yduqs ter registrado lucro líquido de R$ 173 milhões entre janeiro e março, a margem do grupo foi pressionada por uma volume menor de receita em captação digital. A empresa registrou uma margem Ebitda 1,6 ponto percentual menor em relação ao primeiro trimestre de 2023.

Nesta sexta-feira, a Gerdau (GGBR4) ficou com o pior desempenho da bolsa de valores. O papel recuou 2,54% na bolsa, movimento quem conforme investidores, foi uma realização de lucros sobre o papel.

Dez piores ações do Ibovespa hoje

  1. Gerdau PN (GGBR4): -2,54%
  2. Klabin UNIT (KLBN11): -2,25%
  3. EZTEC ON (EZTC3): -2,15%
  4. Petrobras ON (PETR3): -1,83%
  5. Equatorial ON (EQTL3): -1,76%
  6. Azul PN (AZUL4): -1,76%
  7. Lojas Renner ON (LREN3): -1,73%
  8. Alpargatas PN (ALPA4): -1,68%
  9. Raízen PN (RAIZ4): -1,66%
  10. Petrobras PN (PETR4): -1,66%

Dez piores ações da semana

  1. Yduqs ON (YDUQ3): -17,68%
  2. Petrobras ON (PETR3): -12,60%
  3. Petrobras PN (PETR4): -11,74%
  4. CVC Brasil ON (CVCB3): -11,11%
  5. Azul PN (AZUL4): -8,70%
  6. Locaweb ON (LWSA3): -5,69%
  7. Natura ON (NTCO3): -4,70%
  8. São Martinho ON (SMTO3): -4,56%
  9. Carrefour ON (CFBR3): -4,13%
  10. IRB Brasil ON (IRBR3): -4,12%

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!