Portal BEI

Ações da Nvidia (NVDC34) quebram recordes e valor de mercado é maior do que Amazon (AMZO34) e Tesla (TSLA34) somadas

Fonte: Redacao IF

A Nvidia (NVDC34) alcançou novos recordes no pregão desta sexta-feira (24), na Nasdaq, e agora vale mais que Amazon (AMZO34) e Tesla (TSLA34) juntas.

No início das negociações, as ações da produtora de chips subiram 0,4%, a US$ 1.042. Na última quinta-feira (23), as ações fecharam com alta de 9,3%, logo após a divulgação do relatório do primeiro trimestre surpreender o mercado.

Isso coloca a capitalização de mercado da Nvidia em US$ 2,59 trilhões, de acordo com a FactSet. Para comparação, a Amazon.com vale US$ 1,88 trilhão, enquanto a Tesla vale US$ 554 bilhões.

Desde o início do ano até o fechamento de quinta-feira, as ações da Nvidia subiram 110%, o correspondente a um aumento de 10% no índice S&P 500 e um aumento de 11% no índice Nasdaq Composite no mesmo período.

Os resultados divulgados pela Nvidia sanou diversas preocupações do mercado, que temia uma pausa nos pedidos antes do envio de sua nova linha de chips Blackwell e sinalizando crescimento no investimento em infraestrutura de inteligência artificial fora dos Estados Unidos.

Os poucos obstáculos que a empresa enfrenta atualmente parecem vir da China. Segundo seu CEO, Jensen Huang, o mercado lá se tornou mais competitivo devido às limitações de exportações da Nvidia no país.

E a competição parece estar surtindo efeito. Os chips H20 da Nvidia para o mercado chinês estão sendo vendidos, em alguns casos, com um desconto de mais de 10% em relação ao rival Ascend 910B da Huawei, informou a Reuters na sexta-feira, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

A Nvidia não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre o relatório.

Uma preocupação mais fundamental é a dependência da Nvidia da Taiwan Semiconductor Manufacturing para fabricar seus chips mais avançados. A Nvidia atualmente depende da fabricação com base em Taiwan, território considerado pela China como uma província separatista que visa unificar com o continente. Apesar de ter afirmado que espera eventualmente obter chips das instalações da TSMC em construção no Arizona, nos EUA.

“Sempre há possíveis obstáculos quando você é o rei da montanha, pois todos estarão mirando em você. O maior obstáculo da Nvidia seria uma invasão chinesa em Taiwan”, disse Jay Woods, estrategista global-chefe da Freedom Capital Markets.

Preocupações mais próximas de casa são que a empresa não possa continuar seu domínio avassalador do mercado de chips de IA dos EUA.

Gil Luria, analista da D.A. Davidson, é um dos últimos analistas de Wall Street sem uma posição otimista sobre as ações da Nvidia, dando uma classificação Neutra e um preço-alvo de US$ 900.

“Olhando além dos próximos 4 a 6 trimestres, acreditamos que uma queda na demanda por computação da Nvidia é inevitável, à medida que os fornecedores de modelos passam a se concentrar na eficiência computacional e seus maiores clientes”, escreveu Luria em uma nota de pesquisa.

Do mesmo modo que o analista do DZ Bank, Ingo Wermann, rebaixou as ações da Nvidia de compra para manutenção por razões semelhantes. Ele cita a ameaça de clientes como Alphabet (dona do Google), Amazon.com e Microsoft desenvolverem seus próprios chips internos como um problema para as ações. Ele fixou o valor justo das ações em US$ 1.025.

Entre outros fabricantes de chips, a Advanced Micro Devices subiu 1,4% e a Intel subiu 1,2% nas negociações da manhã desta sexta-feira.

Com informações do Valor Econômico

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!