Portal BEI

A ação que pode bater R$ 118 e os melhores dividendos para maio; veja 5 destaques em Comprar ou Vender – Money Times

Fonte: Giovana Leal
dividendos
dividendos (Imagem: Getty Images/Canva Pro)

Na primeira semana cheia de maio, a temporada de balanços ganhou tração. Os números do Banco do Brasil (BBAS3) e do Magazine Luiza (MGLU3) foram destaques.

Segundo analistas, o banco reportou números “sólidos”, mas a qualidade deteriorou-se ligeiramente. As provisões do BB foram maiores do que o projetado, quase compensando o aumento da margem financeira.

  • Já sabe onde investir agora que as empresas estão divulgando seus balanços do 1T24? Veja análises completas da Empiricus Research e saiba se você deve comprar, vender ou se manter neutro em cada uma das principais ações da bolsa. Clique aqui para receber os relatórios GRATUITOS.  

Já em relação à varejista, a análise é de que o balanço foi “positivo”, com aumento de margem bruta e margem Ebitda, além de reverter prejuízos apresentados nos últimos anos.

Além disso, as carteiras recomendadas ganharam a atenção dos investidores nesse começo de mês. Veja as indicações dos especialistas a seguir e outros destaques da editoria Comprar ou Vender do Money Times na semana:

5º – Ainda vale a pena ter Banco do Brasil (BBAS3) na carteira? 1T24 é ‘sólido’, mas não conta toda a história

O Banco do Brasil reportou resultados “positivos” no primeiro trimestre de 2024 (1T24), com lucro líquido de R$ 8,7 bilhões. No entanto, as ações da companhia sofrem em dia também negativo para o Ibovespa e recuam 4,09%, a R$ 27,22.

Embora o balanço tenha sido “sólido”, a qualidade dos resultados deteriorou-se ligeiramente. O BTG Pactual afirma que, ao contrário dos outros bancos, que registaram um claro declínio nos indicadores de inadimplência (NPL), as provisões para perdas com empréstimos do BB foram maiores do que o projetado, quase compensando o aumento da margem financeira.

Confira a matéria completa aqui.

4º – A ação que pode bater R$ 118, segundo Safra; vale a compra?

Desde que anunciou sua privatização, o papel da Sabesp (SBSP3) subiu mais de 50%. O processo, que ganhou fôlego no governo de Tarcisio de Freitas, avança, apesar de alguns entraves, como a suspensão de votação que aprovou a adesão de São Paulo à privatização.

Em relatório, o Safra destaca os aspectos positivos da mudança: compensação por descontos concedidos a grandes clientes industriais; compensação pela potencial injeção antecipada de recursos em fundos municipais; nova metodologia de cálculo da estrutura de capital; cronogramas para estabelecimento do RAB; e beneficiamento das receitas adicionais na revisão do primeiro ciclo.

Confira a matéria completa aqui.

  • Quais são as melhores recomendações de investimento para maio das maiores casas de análise e bancos do país? O Money Picks analisou 30 carteiras recomendadas para descobrir a resposta – veja aqui gratuitamente

3º – Atenção, acionista da Auren (AURE3): Pode pintar dividendo extraordinário, vê Genial

Auren (AURE3) divulgou os seus números do primeiro trimestre de 2024, com cifras que ficaram dentro das expectativas de analistas.

Para os analistas Vitor Sousa e Israel Rodrigues, que assinam o relatório da Genial, no geral, o resultado foi neutro, com um bom gerenciamento do portfólio energético da empresa, distribuição de dividendos, baixo endividamento e entrega de projetos em desenvolvimento dentro do planejado.

Confira a matéria completa aqui.

2º – Por que Suzano (SUZB3) desabou 10% em um dia? Entenda se oferta de US$ 15 bilhões pela International Paper é ruim

As ações da Suzano (SUZB3) despencaram no pregão de terça-feira (7), após informações de uma oferta por ativos da International Paper (IP). Segundo fontes da Reuters, a companhia teria contatado a IP sobre uma oferta que pode ser avaliada em quase US$ 15 bilhões, equivalentes a US$ 42 por ação.

Na análise da Ativa Investimentos, a queda das ações da Suzano após a oferta mostra um mercado pouco paciente com mais um processo que consumiria um “Capex considerável e, definitivamente, inseriria a companhia em um novo ciclo de investimentos”.

Confira a matéria completa aqui.

1º – Dividendos de até R$ 1,75 por ação: 5 ações para comprar e lucrar em maio, segundo a Planner

Planner realizou quatro trocas em sua carteira recomendada de dividendos para maio, retirando Bradespar (BRAP4), CPFL Energia (CPFE3), Copel(CPLE6) e Localiza (RENT3) para dar lugar a Itaú Unibanco (ITUB4), Petrobras (PETR4), São Carlos (SCAR3) e Taesa (TAEE11).

A única ação que permanece na seleção é Engie (EGIE3). Em abril, o portfólio registrou queda de 2,24%, ante recuo de 0,56% do Índice de Dividendos (IDIV).

Confira a matéria completa aqui.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!