Portal BEI

South Summit e Gramado Summit se mobilizam pelo RS; CRMBonus levanta R$ 400 milhões: os destaques da semana no ecossistema

Fonte: Redação

A situação no Rio Grande do Sul segue delicada apesar da trégua das chuvas, com a grande maioria dos municípios impactada e, em alguns casos, ainda debaixo d’água.

Na última newsletter, falamos sobre como as startups estão se movimentando para auxiliar as vítimas das enchentes. Nesta, buscamos os grandes eventos de inovação que acontecem no estado, South Summit Brazil e Gramado Summit, para saber como estão se mobilizando.

A edição também traz os anúncios da semana: a CRMBonus atraiu o fundo global BOND, que liderou uma Série B de R$ 400 milhões em seu primeiro investimento no país, e a fintech NG.CASH captou R$ 65 milhões, com monashees à frente do aporte.

Outros destaques incluem o primeiro lucro da Creditas e o fundo de R$ 150 milhões da ABSeed para investir em startups SaaS B2B no early stage.

100 Startups to Watch é a newsletter de Pequenas Empresas & Grandes Negócios que leva a você as notícias mais relevantes do ecossistema de inovação.

Mão na massa (e no bolso)

O Rio Grande do Sul é destino de eventos de diferentes segmentos que movimentam a economia local. Na área de tecnologia e inovação, destacam-se o South Summit, conferência espanhola que tem Porto Alegre como sede, e o Gramado Summit. Ambas as organizações se movimentaram para auxiliar a comunidade local depois do desastre causado pelas enchentes.

O South Summit trabalhou em parceria com a instituição Amigos do Bem para fornecer 300 toneladas de alimentos para os afetados. Também doou 50 colchões e itens que sobraram da última edição, como mais de 10 mil capas de chuva e 2 mil garrafas reutilizáveis com água potável para a Defesa Civil.

Thiago Ribeiro, CEO do South Summit Brazil, afirmou em entrevista a PEGN que a atuação da organização incluiu auxílio no momento inicial de resgate de vítimas e apoio às iniciativas de base tecnológica com a contribuição dos profissionais que trabalham para o evento. “Enquanto estávamos em um momento crítico, de muita incerteza, entendemos que o papel era ajudar, colocar a mão na massa. Não era hora de ficar publicando no Instagram. Optamos por isso porque entendemos que era a forma como poderíamos contribuir”, disse.

O Gramado Summit decidiu reverter o valor de todas as vendas de ingressos da edição Punta 2024, que acontece em Punta Del Este, no Uruguai, em setembro, para ações de acolhimento e auxílio de vítimas. O evento escolherá as iniciativas que receberão o que for arrecadado a partir de indicações de parceiros estratégicos.

“Essa é a nossa maneira mais sincera de contribuir pra que toda e qualquer pessoa tenha a oportunidade de recomeço. É um evento que fala de futuro e de nada adianta falar sobre futuro se a gente não contribuir de alguma forma com o presente”, declarou Marcus Rossi, CEO e fundador da Gramado Summit, em vídeo publicado no Instagram em 8 de maio.

Rossi e Ribeiro afirmam que as edições de 2025 seguem marcadas para acontecer como o previsto. Nesta matéria no site de PEGN, é possível ver mais sobre as ações das duas organizações e também como outros grandes eventos do estado se mobilizaram para ajudar.

SOS RS

Startups de outras regiões e até de outros países podem se inscrever no GovTech LAB, que está reunindo iniciativas de serviços e soluções que podem ser utilizadas por entes públicos, municípios e instituições no processo de reconstrução do Rio Grande do Sul. Até o momento, 200 startups com atuação em diferentes segmentos já se cadastraram no catálogo. A maioria dos serviços está sendo oferecida de forma voluntária, mas, no futuro, as empresas podem ser contratadas via licitações. Interessadas podem se cadastrar gratuitamente pelo site do hub.

Aportes

CRMBonus. A solução de giftback para varejistas conquistou uma rodada Série B de R$ 400 milhões liderada pelo fundo global BOND, com a participação de Valor Capital Group e investidores institucionais. Com a operação, a startup foi avaliada em R$ 2,2 bilhões, dobrando o valuation alcançado com a Série A realizada em 2021. Os recursos serão investidos na aceleração da expansão da startup, com aumento do time de tecnologia.

NG.CASH. Com o objetivo de acelerar o crescimento e desenvolver novos produtos de crédito, a fintech com foco no público da Geração Z levantou R$ 65 milhões em uma rodada Série A liderada por monashees e acompanhada por a16z, 17Sigma, Tekton Ventures e Generalist Capital. Atualmente, o principal grupo de usuários da fintech são jovens entre 14 e 17 anos. A ideia da startup é usar oferta de crédito para reter esse cliente depois que ele completar 18 anos.

Salvy. Única startup brasileira a se apresentar no demo day da Y Combinator em 2024 e integrante do batch de inverno da aceleradora norte-americana, a empresa de gerenciamento de linhas telefônicas corporativas anunciou uma extensão de sua rodada seed, que havia se iniciado com o aporte da YC de US$ 500 mil. A Salvy levantou R$ 15 milhões com o capital de investidores anjo e novos investimentos do fundo norte-americano Pioneer e de Arash Ferdowsi, um dos fundadores do Dropbox. O aporte será utilizado para desenvolver novos produtos e solucionar outras dores de TI das empresas.

Jornada Mima. A startup de alimentação saudável para crianças concluiu uma rodada de R$ 750 mil no formato de equity crowdfunding, mediada pela plataforma EqSeed. O valor foi levantado em troca de 8% de participação societária na empresa e superou em 25% a meta inicial (R$ 600 mil) estipulada para a rodada, atraindo 55 investidores. O capital do aporte será direcionado para expansão do portfólio de produtos, marketing e experiência digital do cliente.

M&A

DeÔnibus. O marketplace brasileiro de vendas de passagens rodoviárias foi comprado pela Travelier, grupo israelense de serviços de transporte. O valor da aquisição não foi divulgado. Os irmãos cofundadores Breno Moraes e Mariana Malveira seguem na operação do negócio, fundado em 2012. O marketplace integra mais de 300 operadores rodoviários e oferece mais de 90 mil rotas para venda.

Sankhya. A desenvolvedora de software de gestão empresarial anunciou a sua sexta aquisição. Desta vez, a escolhida foi a ASIS, sistema de gestão tributária para otimizar as obrigações fiscais das empresas. A startup seguirá operando de forma independente com seus executivos para atender as mais de 1 mil empresas e 2,5 mil escritórios contábeis que já tem como clientes. O valor da movimentação não foi revelado.

Movimentações

ABSeed. A casa de investimentos especializada em startups SaaS B2B em estágio inicial anunciou o Seed 3, seu terceiro fundo, no valor total de R$ 150 milhões. O veículo é sustentado majoritariamente por family offices e contou com o casal de empresários Christiane Hufenussler e Paulo Mattos como âncora. Desde a fundação, em 2019, a ABSeed investiu em 20 startups, incluindo Conta Simples, Uncover e SafeSpace. Com o novo fundo, a gestora deve assinar cheques entre R$ 5 milhões e R$ 10 milhões.

Nubank. Em evento para jornalistas na comemoração de 100 milhões de clientes, o fundador David Vélez falou sobre os planos de levar o banco digital a mais países. Com operações no Brasil, México e Colômbia, o Nubank pretende mostrar que o modelo foi replicado com sucesso fora do país natal antes de seguir com a expansão internacional. “Entre 3 e 5 anos, provavelmente já estaremos em outros países. Chegamos a três países em 11 anos. Com todo o nosso investimento em tecnologia, devemos acelerar essa velocidade”, afirmou o fundador. Em 2024, o foco da fintech é continuar crescendo no México, onde oferece conta bancária e cartão de crédito.

Ponto de equilíbrio

Com a mudança na maré dos investimentos de capital de risco e os fundadores encontrando mais dificuldade para captar recursos, o ecossistema de inovação vivencia um período de alteração das prioridades: o crescimento a qualquer custo deu lugar à expansão sustentável. Por isso, a tendência atual é comemorar a chegada ao breakeven.

Nesta semana, duas startups anunciaram novidades sobre o ponto de equilíbrio. Depois de deixar de queimar caixa em dezembro do ano passado, a fintech Creditas reportou o primeiro lucro líquido trimestral, encerrando o Q1 com R$ 1,4 milhão. No mesmo período, a receita foi de R$ 486 milhões. O objetivo agora é reinvestir o lucro operacional para aumentar o portfólio de crédito.

A Grilo Mobilidade, startup de triciclos elétricos para entrega de mercadorias no last mile, anunciou com exclusividade para PEGN que chegou ao breakeven. Com operação em Porto Alegre e São Paulo, a startup está crescendo na faixa de 20% ao mês e, se mantiver o ritmo, deve registrar faturamento de R$ 2,5 milhões em 2024. No modelo atual, a startup opera por aplicativo para a solicitação de triciclos para entregas de mercadorias e por meio de parcerias com empresas. Entre os clientes parceiros estão a farmácia Panvel, o supermercado online Zmart e a gestora de marcas esportivas Vulcabras.

Para saber mais sobre o breakeven e por que ele tem sido tão celebrado pelo ecossistema, veja a reportagem especial que publicamos sobre o tema.

Oportunidades

Rio Grande do Norte. Startups em estágio inicial do estado podem se inscrever para o Decola RN powered by InovAtiva. A iniciativa apoiará até 25 startups, em fases de criação ou ideação, de qualquer área de atuação. O programa dura aproximadamente 14 semanas, com atividades de capacitação, mentorias com profissionais e ferramentas para tornar os negócios viáveis. As inscrições devem ser feitas até 16 de junho pelo site.

Aceleração. Empreendedores catarinenses podem receber apoio financeiro para desenvolver seus produtos e serviços participando do programa Acelera Startup SC, promovido pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) em parceria com o Sebrae-SC. A quarta edição vai fomentar até 20 projetos, com até R$ 80 mil para cada um. Podem participar as startups que tiverem faturamento igual ou inferior a R$ 4,8 milhões entre 1º de janeiro de 2023 e 31 de dezembro de 2023. Os projetos selecionados precisarão dar uma contrapartida financeira de, pelo menos, 5% do valor recebido. As inscrições vão até 17 de junho. Para mais informações sobre o edital, acesse o link.

Fomento 1. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de São Paulo (Fapesp) também se uniu ao Sebrae-SP para lançar dois editais de fomento a startups. Ao todo, serão oferecidos R$ 38 milhões, sendo R$ 20 milhões para o PIPE Fapesp Startup Empresa, voltado para quem precisa validar a tecnologia em empresa consolidada. Serão disponibilizados até R$ 500 mil por projeto, com duração de até 12 meses. O restante (R$ 18 milhões) será destinado para o PIPE Fapesp Sebrae: da Pesquisa ao Mercado, edital destinado a empresas que desenvolvam pesquisas técnico-científicas. Os projetos aprovados podem receber até R$ 1,5 milhão para desenvolver a pesquisa ou até R$ 300 mil para desenvolver o negócio. Para se inscrever em ambos os editais, é obrigatório ter registro na Junta Comercial de SP há no mínimo 12 meses, faturamento anual de até R$ 4,8 milhões e até 250 empregados. O prazo para submissão de projetos vai até 1º de julho pelos links da Startup Empresa e da Pesquisa ao Mercado.

Fomento 2. O Governo do Paraná lançou um edital para promover a inovação no estado. A segunda fase do programa Paraná Anjo Inovador vai destinar até R$ 20 milhões em subsídio para startups locais. Até 80 empresas poderão ser contempladas para receber um aporte de até R$ 250 mil para desenvolver produtos e soluções nos temas cidades inteligentes, esportes, inovação social, educação inclusiva, apoio à inovação para micro e pequenas empresas, combate às mudanças climáticas, segurança alimentar e agricultura sustentável. As inscrições podem ser feitas pelo site do projeto até 27 de maio.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!