Portal BEI

Sofá na Caixa aumenta produção em 600% e investe em infraestrutura para atender marketplaces

Fonte: Redação

Com pouco mais de quatro meses de operação, a Sofá na Caixa já aumentou em 600% a sua produção, e a expectativa é crescer ainda mais.

“Nas últimas semanas estivemos no top 3 do Google Trends, nas pesquisas da categoria sofá. Isso mostra o impacto que a empresa vem provocando no setor moveleiro”, conta Rubens Stuque, CEO da companhia.

Para atender a esse mercado que cresce exponencialmente, a Sofá na Caixa tem investido na ampliação de sua infraestrutura. “Além das nossas três fábricas localizadas no interior de São Paulo, em Campinas, Artur Nogueira e Salto, estamos abrindo algumas células estrategicamente posicionadas em outras regiões, como em Borda da Mata (MG), Jacutinga (MG) e Capivari (SP). Algumas são voltadas à pesquisa, outras à montagem ou centro de distribuição. Tudo isso buscando ganhar agilidade e eficiência”, diz Stuque.

Rubens Stuque, CEO da companhia, afirma que a empresa tem movimentado o setor moveleiro do país. — Foto: Sofá na Caixa/Divulgação
Rubens Stuque, CEO da companhia, afirma que a empresa tem movimentado o setor moveleiro do país. — Foto: Sofá na Caixa/Divulgação

Pronta-entrega, de fato

Seguindo o conceito “Clicou, comprou”, a Sofá na Caixa oferece uma nova experiência de compra, na qual o cliente escolhe o produto no site, seja ele sofá de três lugares ou sofás de canto, e recebe o item em casa. E, se rapidez e praticidade são quesitos marcantes em toda a jornada, a entrega deve ser igualmente ágil para garantir, realmente, a satisfação do consumidor. “A prática de mercado é entregar em 30 ou até 60 dias, mas isso não é pronta-entrega. Por isso, nos estruturamos de forma a garantir que os itens comprados em marketplaces sejam entregues em até 24 horas, para São Paulo, e 48 para os demais estados”, explica o empresário.

Inovação constante

Pioneira tanto na tecnologia, quanto no produto, a Sofá na Caixa desenvolveu a sua própria espuma, a Growtech®, uma inovação que revolucionou o setor moveleiro. O CEO da companhia lembra que foram necessários meses de pesquisas até que se chegasse ao resultado. “Finalmente desenvolvemos uma espuma com alta densidade, para se manter firme, porém leve, de forma a facilitar tanto o armazenamento quanto o transporte. A tecnologia Growtech® tem moléculas mais abertas, porém paredes mais grossas, para oferecer resistência e estrutura bem definidas. Ou seja, graças à sua alta capacidade de contração e expansão, o sofá pode ser compactado dentro de uma caixa até ser entregue na casa do consumidor”. Aí, é só abrir a embalagem que a mágica acontece: a espuma se expande, ganha forma e está pronta para ser usada, com todo o conforto.

A empresa vai investir para ampliar o portfólio de produto da marca  — Foto: Sofá na Caixa/Divulgação
A empresa vai investir para ampliar o portfólio de produto da marca — Foto: Sofá na Caixa/Divulgação

Com o olhar sempre voltado ao futuro, Stuque conta que ainda nesse mês irá ampliar o portfólio da marca. “Vamos lançar um sofá-cama, sofá retrátil  e outros modelos que atendam às diferentes necessidades dos consumidores. E ainda com foco em inovação, estamos investindo em pesquisas para o desenvolvimento de uma poltrona confeccionada em poliuretano, ao invés de tecido”.

Otimista em relação ao setor, o empreendedor prevê atender mais de 30% do mercado nos próximos meses. “Existe uma grande lacuna a ser preenchida. Os consumidores anseiam por móveis com qualidade e bom preço, que sejam entregues de forma prática e rápida. Estamos prontos para atendê-los”, conclui o empresário.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!