Portal BEI

Se a sua resposta for sim para estas 4 perguntas, você tem comportamento manipulador; faça o teste

Fonte: Redação

A palavra manipulação tem uma conotação negativa e, por isso, é natural que qualquer pessoa queira se afastar da imagem de manipuladora. Mas, de acordo com o psicólogo Seth J. Gillihan, você pode estar tendo ações desse tipo sem perceber.

O especialista em terapia cognitiva comportamental escreveu um artigo para o Psychology Today em que define a manipulação disfarçada como “formas sutis de tentar influenciar o que outras pessoas pensam, sentem e fazem”. Segundo Gillihan, os humanos costumam ter pontos cegos que dificultam a percepção de ações negativas e, por isso, a manipulação pode se tornar “habitual e automática, feita quase que sem consciência”.

Isso pode acontecer no dia a dia de trabalho, por exemplo, quando um vendedor elogia um cliente para convencê-lo a comprar um produto, mas acredita que está fazendo bem para aquela pessoa, sendo simpático.

Essa atitude pode criar falta de confiança por parte de clientes, investidores e funcionários, o que pode impactar o negócio. Por isso, é importante perceber quando estiver adotando esse comportamento e mudar o hábito antes de prejudicar seus relacionamentos pessoais e profissionais.

Para ajudar a identificar o padrão, o site Inc. listou quatro perguntas para você fazer a si mesmo. Se responder “sim” para mais de duas, vale a pena avaliar o seu comportamento e fazer ajustes.

1. Você não gosta de compartilhar informações com quem precisa delas?

Em alguns casos, é importante guardar informações, como não divulgar para os clientes quanto cada um paga pelo seu serviço. Porém, quando você deixa de compartilhar informações importantes para a tomada de decisão, pode estar agindo de forma manipuladora. Um exemplo é contar apenas as partes boas de um acordo para o seu sócio, mas omitir os lados negativos e potenciais desafios que podem surgir.

2. Você escolhe as palavras com cuidado e ensaia tudo o que planeja dizer?

É claro que o mais indicado não é sair falando no improviso e, em alguns casos, como em apresentações de resultados para o conselho, é muito importante ensaiar e ter certeza de que não vai deixar passar nenhum detalhe relevante. Mas, se esse é um comportamento que você adota diariamente, gastando tempo ao escolher as palavras certas para causar o impacto que você deseja, isso pode ser um sinal manipulador.

3. Você gosta de fazer elogios?

Pesquisas indicam que elogiar as pessoas é uma forma poderosa de influenciá-las. Então, se você tem o hábito de elogiar as pessoas sem ser sincero, existe uma possibilidade de que esse comportamento tenha o objetivo de manipulá-las. Com o tempo, elas podem perceber e começar a desconfiar do excesso de elogios, o que também acaba impactando na confiança que sentem.

4. Você muda de comportamento de acordo com quem está por perto?

Existem lugares e ocasiões que precisam que nós adotemos uma postura específica, mas preste atenção se, na sua rotina, você costuma mudar o comportamento para passar uma impressão específica para alguém.

Como mudar o padrão

Identificou o seu comportamento nos tópicos? A dica do especialista é abordar o tema com curiosidade e sem julgamento, para tentar chegar à raiz das atitudes. Isso poderá te ajudar a entender os motivos que te levam a agir dessa forma e, então, a mudar o comportamento e adotar uma postura mais autêntica. Também é importante frisar que cada pessoa tem características originais, então, buscar ajuda especializada se você verifica que algum comportamento o está incomodando, é a melhor solução.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!