Portal BEI

Restin capta R$ 610 mil em rodada de equity crowdfunding

Fonte: Redação

Foodtech que busca diminuir o desperdício de alimentos da indústria vai direcionar o capital para investimentos nas áreas de tecnologia, growth e vendas


Luciano Almeida, fundador, e Franciele Barbósa, CFO e co-founder da Restin
Luciano Almeida, fundador, e Franciele Barbósa, CFO e co-founder da Restin — Foto: Divulgação

A startup Restin, dedicada a diminuir o desperdício de alimentos da indústria, acaba de anunciar a conclusão de uma rodada R$ 610 mil por meio de equity crowdfunding, mediada pela plataforma EqSeed. O valor foi captado em troca de 10% de participação societária na empresa e atraiu 65 investidores.

Fundada em 2020 pelo nutricionista Luciano Almeida, a Restin opera como uma foodtech de impacto social que trabalha com compra, revenda e distribuição de alimentos próximos ao vencimento. O negócio, que já conquistou gigantes da indústria alimentícia como Nestlé e Switf, esteve entre as 100 Startups to Watch 2023.

“Estamos muito felizes com a finalização da nossa rodada. Temos uma operação autossustentável, mas era fundamental receber este aporte para acelerarmos o nosso crescimento”, afirma Almeida. Com o aporte, a startup projeta trabalhar com um volume maior de alimentos, fortalecer as áreas de marketing e comercial – com o desenvolvimento de sua própria plataforma de vendas – e ampliar a área logística para comportar o crescimento e a capilaridade de atendimento.

>> As inscrições para o 100 Startups to Watch 2024 estão abertas! Acesse o site e veja como participar.

A expectativa é de que os investimentos feitos na empresa a partir da captação impulsionem o faturamento do negócio. Depois de atingir o breakeven em novembro do ano passado e faturar R$ 340 mil, a projeção para 2024 é passar dos R$ 560 mil em receitas. Para o segundo semestre de 2025, a expectativa é alcançar R$ 3,25 milhões e, até o fim de 2026, R$ 13 milhões.

“O que mais nos atraiu no negócio dessa startup é sua capacidade de geração de receita para a indústria alimentícia vinda de uma fonte considerada perdida, dos alimentos próximos à data de vencimento. A empresa consegue unir resultados financeiros para os dois lados da cadeia e um propósito de ESG consistente, com resultados práticos. Estamos animados com o futuro da Restin, que já salvou 50 mil kg de proteínas que totalizaram em 30 mil toneladas de CO²”, conclui Igor Monteiro, diretor de investimentos da EqSeed.

Mais recente Próxima Investimento em startups brasileiras cresce 259% em maio em comparação com 2023, diz Sling Hub

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!