Portal BEI

Restaurante especializado em cuscuz viraliza com versões

Fonte: Redação

O tradicional cuscuz nordestino ganhou cara nova na periferia de São Paulo. O alagoano Cássio Borges dos Santos e sua mãe, Maria José dos Santos, criaram dezenas de receitas com o prato típico. Fundado em 2021, o restaurante Oxente! Tem Cuscuz?, no Capão Redondo, na zona sul da cidade de São Paulo, chamou a atenção nas redes sociais pela variedade do cardápio. Uma publicação recente no X teve quase 1 milhão de visualizações, e o conteúdo mais visto no Instagram tem mais de 9 milhões.

Hoje, o estabelecimento oferece quase 20 opções de cuscuzes recheados salgados, com ingredientes como carne seca, costela bovina, calabresa, frango desfiado, muçarela, requeijão, banana da terra, vinagrete, queijo coalho, ovo mexido e pimentas. Há ainda versões doces, com coco, goiabada com queijo, creme de chocolate, leite em pó ou doce de leite. O cardápio ainda inclui tapiocas, pastéis e bebidas regionais, como cajuína e guaraná Jesus.

O restaurante Oxente! Tem Cuscuz? conta com mais de 235 mil seguidores no Instagram e serve em média cerca de três mil cuscuzes por mês. Os destaques são o São Francisco, cuscuz recheado com requeijão cremoso e coberto por carne seca cremosa acompanhado de vinagrete e manteiga de garrafa, e o Alagoinha, recheado com carne seca e requeijão cremoso e acompanhado de queijo, vinagrete e manteiga de garrafa.

“O São Francisco e o Alagoinha chamam mais a atenção na internet por conta da montagem. Eles chegam na mesa só com o cuscuz amarelo recheado, e o garçom derrama a cobertura. Então fica bonito no vídeo e também é muito saboroso”, explica Wesley Almeida, sócio do restaurante.

Almeida acrescenta que cada prato também está recheado de referências. “Os cuscuzes do Oxente! Tem Cuscuz? levam os nomes de cidades alagoanas e nordestinas e levam o tempero criado pelo avô materno do chef Cássio, o senhor José Joaquim dos Santos, já falecido. Foram feitas adaptações ao paladar de São Paulo, que não está acostumado com o sabor forte do Nordeste, e conseguimos agradar a todos. Apesar de ter algumas empresas aqui em São Paulo que também fazem cuscuz, o nosso é feito visando uma memória afetiva e familiar.”

A família Santos saiu da cidade alagoana de Delmiro Gouveia em direção a São Paulo em busca de emprego. Desempregado, Cássio encontrou no prato familiar uma opção em meio à pandemia de covid-19. A produção começou caseira, a entrega era feita por aplicativos de delivery e divulgação era feita nas redes sociais. O cuscuz de cara nova caiu no gosto dos moradores do Capão Redondo. No momento em que filas de clientes e motoboys começaram a se formar na porta da casa, em 2022, Cássio e Maria José decidiram abrir o restaurante físico.

Almeida conta que, nesses dois anos de Oxente! Tem Cuscuz? aberto ao público, a procura continua a crescer e por pessoas de fora do Capão Redondo. O delivery entrega em regiões como o centro da cidade. O crescimento tem feito com que o negócio considere expandir por meio de franquia, decisão que está sendo estudada. A preocupação de Wesley, Cássio e Maria José é manter a qualidade do produto e a essência familiar.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!