Portal BEI

No BNDES, Maria Fernanda Coelho assumirá Diretoria Financeira e de Crédito Digital para MPMEs

Fonte: Redação

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informa que Maria Fernanda Coelho, ex-presidente da Caixa Econômica Federal, foi escolhida para assumir a Diretoria Financeira e de Crédito Digital para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) no banco de fomento.

Maria Fernanda Coelho já aceitou o convite para o cargo, feito pelo presidente do banco, Aloizio Mercadante.

Agora a indicação da executiva é enviada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) ao Conselho de Administração do BNDES para aprovação. A próxima reunião do conselho ainda não tem data marcada.

O executivo Alexandre Abreu, que acumulava até então duas diretorias, a Diretoria Financeira e de Crédito Digital para MPMEs juntamente com a Diretoria de Mercado de Capitais e Finanças Sustentáveis, ficará no comando apenas da segunda, referente ao mercado de capitais.

“O BNDES ganha com a experiência de Maria Fernanda, que sempre demonstrou competência na gestão pública. Com ela, vamos ampliar ainda mais nosso compromisso com o desenvolvimento do Brasil. É importante também, para nós, que esse cargo seja ocupado por uma mulher, para mantermos a paridade na diretoria, e nos alegra mais ainda que Maria Fernanda seja nordestina”, comunicou Mercadante, em nota distribuída nesta sexta-feira, 24, à imprensa.

Com a nomeação da nova executiva, o BNDES passará a ter quatro das nove diretorias comandadas por mulheres.

Maria Fernanda Ramos Coelho pediu exoneração do cargo de secretária executiva da Secretaria-Geral da Presidência da República no início de janeiro deste ano, em meio a uma crise na pasta desencadeada por uma viagem custeada com dinheiro público para que três servidores fossem a Aracaju, onde foi realizada uma festa de carnaval fora de época, no fim do ano passado.

Um deles seria um fotógrafo encarregado de registrar a presença do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo, em uma festa, embora o evento não constasse na agenda pública do ministro.

Segundo informações do jornal O Globo divulgadas à época, Maria Fernanda Coelho teria sido exonerada após um desentendido com o ministro, por se negar a autorizar os recursos públicos para a viagem. A pasta informou então que a servidora pediu exoneração por “motivos pessoais”.

“Jornalista e especialista em finanças empresariais e em gestão pública, Maria Fernanda, 62 anos, já assumiu diversos cargos de nível estratégico no governo federal. Foi secretária-executiva dos ministérios do Desenvolvimento Agrário e da Secretaria Geral da Presidência, subsecretária de Programa do Consórcio Nordeste, diretora de Relações Institucionais da Concessionária do Aeroporto de Guarulhos, entre outros cargos. Funcionária da Caixa desde 1984, assumiu a presidência do banco estatal por cinco anos, de 2006 a 2010, quando conduziu o programa Minha Casa, Minha Vida na gestão do presidente Lula”, enumerou a nota do BNDES.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!