Portal BEI

Jovem viraliza mostrando prateleiras de mercado dois dias após abastecimento:

Fonte: Redação

Eliza Myers, de 22 anos, diz que o estabelecimento localizado no Alasca recebe novos produtos uma vez por semana


Eliza Myers em vídeo publicado no TikTok
Eliza Myers em vídeo publicado no TikTok — Foto: Reprodução/Redes sociais

A usuária do TikTok Eliza Myers faz vlogs regularmente sobre sua vida em uma pequena ilha no sudeste do Alasca, nos Estados Unidos. Um dos problemas enfrentados pela jovem de 22 anos é no momento de fazer compras — e como muitas prateleiras ficam vazias rapidamente. Um vídeo em que mostra o interior do estabelecimento apenas dois dias após o abastecimento viralizou e alcançou 2,3 milhões de visualizações na rede social.

“Moro em uma pequena cidade no Alasca, onde a barca vem uma vez por semana de Washington, e chega toda terça-feira”, relata Myers em um vídeo gravado em uma quinta-feira. “Já se passaram dois dias e a loja está assim.”

A jovem mostra muitas lacunas grandes nas prateleiras do supermercado, especialmente na geladeira com laticínios. Na legenda, ela escreveu: “Pelo menos ainda tem pão”. Veja o vídeo:

Myers não identifica o nome de sua cidade, mas esta é uma questão presente no estado, que também lida com o custo alto dos produtos, de acordo com a Alaska Public Media. Um dos motivos é justamente a logística para a chegada dos mantimentos.

Nos comentários, usuários relataram casos em que passaram por situações de falta de abastecimento. Uma usuária comentou que morava em uma cidade pequena no Alasca, e que passava pelo mesmo. Outra ainda relatou uma situação em que passou durante um cruzeiro à região. “Levamos maçãs em nosso passeio e as entregamos aos guias porque eles disseram que não comiam frutas frescas há semanas”, escreveu.

Em um vídeo publicado posteriormente, a jovem mostrou os preços dos produtos no supermercado. Uma maionese, por exemplo, sai por US$ 12,29 (R$ 63), enquanto o pacote de alface custa US$ 9,19 (R$ 48). Mais uma vez, os usuários se surpreenderam:

“Nunca pensei que pudesse caçar, mas esses preços me fariam mudar de ideia”, disse um internauta. “Como as pessoas compram as coisas lá? Os salários são mais altos que os demais?”, questionou outra.

Mais recente Próxima Consumidora viraliza ao mostrar pacote de batatas chips quase vazio: ‘Só tem ar’

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!