Portal BEI

Indicações Geográficas de Café terão Instituto para alavancar comércio no Brasil e no exterior | ASN Nacional – Agência Sebrae de Notícias

Fonte: liviapalmieri

Iniciativa é resultado do encontro entre 14 associações que participam do projeto de desenvolvimento da plataforma de Digitalização das IGs, integrado pelo Sebrae

Promover, valorizar e reposicionar o café especial que possui origem controlada no mercado local e externo. Este é o objetivo do Instituto das Regiões Produtoras de Café do Brasil com Indicação Geográfica (IGs), que foi lançado na sexta-feira (31), em Franca (SP). A iniciativa é resultado do encontro de 14 associações no projeto Digitalização das IGs de Café, plataforma que está sendo desenvolvida com o apoio do Sebrae, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e do Instituto CNA.

As IGs serão as protagonistas do Instituto. Será um movimento que engloba toda a cadeia, nacional e internacional para a comercialização dos produtos diretamente para outras empresas e para o consumidor, engajando todos os elos da cadeia na utilização e reconhecimento da origem controlada. A partir de agora, eles terão um processo que envolve comunicação, estratégia, educação e governança.

Hulda Giesbrecht, analista de inovação do Sebrae

Atualmente, as regiões produtoras com origem controlada estão em cinco estados, envolvem 411 municípios e quase 100 mil produtores, que em sua maioria são pequenos negócios.

Jean Vilhena Faleiros, produtor de café da família Eldorado, na divisa entre Minas Gerais e Espírito Santo, foi eleito o presidente do Instituto pelos próximos três anos e explica como pretende trabalhar. “O objetivo é nos voltarmos para a cadeia inicial, para o produtor de café das regiões de origem controlada”, disse.

A nossa união não poderia acabar somente com o projeto de Digitalização, porque a gente conseguiu, através dessa união, vários benefícios como a participação em feiras internacionais, mais representatividade. Devido à força do nosso grupo, estamos nos organizando como Instituto que represente o produtor de café do Brasil, para que possamos nos fortalecer.

Jean Vilhena Faleiros, produtor de café da família Eldorado

Plataforma Digitalização das IGs

Em breve, a ferramenta vai reunir as informações sobre os sabores e as características singulares dos cafés especiais com origem controlada: procedência, aroma, cultura, terroir, qualidade, região de produção, se o produtor tem preocupações sociais e ambientais, além de possibilitar a rastreabilidade dos produtos. A empresa Agtrace foi a empresa selecionada para desenvolver o sistema da plataforma de rastreabilidade das IGs de café.

Indicações Geográficas

As Indicações Geográficas (IG) são ferramentas coletivas de valorização de produtos tradicionais vinculados a determinados territórios. Elas possuem duas funções principais: agregar valor ao produto e proteger a região produtora.

O sistema de Indicações Geográficas promove os produtos e sua herança histórico-cultural, que é intransferível. Essa herança abrange vários aspectos relevantes: área de produção definida, tipicidade, autenticidade com que os produtos são desenvolvidos e a disciplina quanto ao método de produção, garantindo um padrão de qualidade. Tudo isso confere uma notoriedade exclusiva aos produtores da área delimitada.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!