Portal BEI

Ela fazia renda extra com marmitas e hoje fatura R$ 350 mil por mês com produtos capilares

Fonte: Redação

Com mais de dois milhões de seguidores no Instagram, Rebeca Souza, 38 anos, faz sucesso compartilhando a vida como mãe, empreendedora e arquiteta. Com o objetivo de aproveitar a visibilidade como influenciadora para resolver um problema que a acompanhava desde jovem, ela decidiu apostar na criação de uma marca de produtos capilares, a LORM Cosmetics, que tem como propósito atender todos os tipos de cabelo.

A motivação surgiu a partir de suas próprias experiências. Desde a infância, Souza teve dificuldades de aceitação em relação aos seus cabelos cacheados, sobretudo por ter se tornado alvo de bullying. “Eu não tinha referências. Hoje, uma criança preta tem onde se enxergar, naquela época eu não tinha. Eu comecei a alisar o cabelo com 12 anos, e eu nunca achava bons produtos. Então, eu sempre coloquei isso [os cuidados capilares] como um propósito de vida”, conta.

Antes de entrar no mercado de produtos capilares, a veia empreendedora já fazia parte de sua vida. Formada em arquitetura, Souza abriu seu próprio escritório para atuar na área. Para obter renda extra, ela e o marido, Marcel Colombo, atualmente sócio da LORM Cosmetics, trabalharam até mesmo com a venda de marmitas congeladas, em 2016.

Alguns anos depois de deixar o trabalho na cozinha para focar carreira como arquiteta, o perfil de Souza começou a crescer no Instagram com conteúdos sobre arquitetura e lifestyle. Com a chegada das parcerias com marcas, a empresária começou a se dedicar cada vez mais às redes sociais.

“Na parte da arquitetura, eu dava dicas gerais de decoração, dicas para estudantes e arquitetos sobre como fazer um bom projeto e, assim, fui crescendo aos poucos na internet. O maior crescimento veio quando comecei a postar o meu dia a dia, mostrando a minha família, a rotina cozinhando em casa, as obras, um pouco de tudo. Foi quando as marcas começaram a me ver como influenciadora e comecei a fazer parcerias, não só relacionadas à arquitetura”, aponta.

Em 2020, já reconhecida como influenciadora digital, Rebeca Souza decidiu apostar na criação de infoprodutos. A ideia veio após o início da pandemia, quando a empreendedora começou a compartilhar com os seguidores sua dieta durante o isolamento. “Eu resolvi conversar com minha nutricionista para fazermos um e-book de receitas saudáveis. Surpreendentemente, nós vendemos muito bem e, a partir disso, tive o ‘start’ de que eu poderia escalar também com produtos físicos”, aponta Souza.

Com o sucesso do livro digital — que levou ao lançamento de novas edições —, o casal faturou cerca de R$ 100 mil. Com o capital, a empresária decidiu que era hora de se aventurar em um negócio que ajudasse na autoestima das seguidoras. Para isso, Souza contatou uma farmacêutica para ajudar no desenvolvimento do que seria o primeiro produto da LORM Cosmetics, um sérum para cabelos. Em junho de 2022, a marca foi oficialmente lançada.

Pensado para funcionar em todos os tipos de fios, o carro-chefe do negócio foi um sucesso imediato. “No começo, pensei ‘não dá para fazermos um monte, já que não sabemos como é que vai ser’, mas esgotamos o produto em uma semana”, lembra a empresária. Na época, o lote inicial encomendado foi de 2 mil unidades – que era o pedido mínimo exigido pelo fabricante.

Foi com a surpresa da demanda que os empreendedores começaram a entender o mercado e o que era necessário para operar a empresa. Atualmente, para cada um dos cinco produtos da marca, o casal trabalha com pedidos de três a cinco mil unidades, que contam com reposição a cada dois a três meses.

A empresa, que trabalha com vendas no site e em uma loja física parceira em Indaiatuba (SP), cidade em que o casal mora e onde os produtos são fabricados, espera expandir gradualmente a presença em pontos físicos. O plano é começar levando os produtos para os pequenos e médios comércios de cidades paulistas para, depois, pensar nas grandes redes de perfumaria.

Ainda para 2024, a expectativa da marca é ampliar os canais de venda a partir de revendedoras. A novidade ainda está sendo estruturada e não tem data para lançamento. A ideia é trabalhar diretamente com as seguidoras de Souza, que já fazem um trabalho de divulgação orgânico.

Além da gestão da LORM Cosmetics, Rebeca Souza mantém o trabalho como influenciadora digital, compartilhando sua rotina em seu perfil no Instagram, com destaque para o dia a dia como empreendedora. Com posts que vão de dicas de culinária aos bastidores da marca, Souza continua trabalhando com a divulgação de produtos de diferentes segmentos.

Atualmente, a empresa de cosméticos capilares opera com uma média mensal de faturamento de R$ 350 mil. Até o fim de 2024, a expectativa é faturar mais de R$ 4 milhões.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!