Portal BEI

Economista deixa área corporativa para empreender com acessórios de cerâmica sintética

Fonte: Redação

As vendas são feitas por redes sociais, e-commerce e feiras de artesanato


Empreendedora cria acessórios de cerâmica sintética
Empreendedora cria acessórios de cerâmica sintética — Foto: Reprodução

Foi assistindo a vídeos nas redes sociais que a economista Andréia Herrero encontrou inspiração para sair da área corporativa, na qual trabalhou por mais 20 anos, para se tornar uma microempreendedora. Com um investimento de R$ 2 mil, iniciou a produção de acessórios.

Os produtos, como brincos e colares, são produzidos com massa polímero, uma espécie de cerâmica sintética. Inicialmente, Herrero utilizava uma matéria-prima internacional, o que gerava maiores custos. Mas, ao descobrir um fornecedor brasileiro, a produção passou a ser mais acessível.

Inspirada nas visitações a diversos museus e espaços socioculturais, Herrero cria acessórios diversos, tanto em formatos quanto em cores. Atualmente, as peças são vendidas a partir de R$ 149, em feiras, redes sociais e por e-commerce. A empreendedora tem um faturamento mensal médio de R$ 5 mil.

No futuro, ela pretende montar o seu próprio ateliê, a fim de expandir o seu negócio, que atualmente é gerido na sua própria casa.

A reportagem completa foi ao ar no programa Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Assista:

Empresária fatura cerca de R$ 5 mil por mês com venda de acessórios de cerâmica sintética

Empresária fatura cerca de R$ 5 mil por mês com venda de acessórios de cerâmica sintética

Mais recente Próxima Advogada realiza sonho de empreender e concilia carreira com buffet infantil

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!