Portal BEI

Como estas empreendedoras mudaram de carreira para fundar os próprios negócios

Fonte: Redação

Ambas começaram com um orçamento apertado, mas hoje faturam entre R$ 30 e R$ 40 mil por mês


As transições de carreira surgiram para trazerem mais inovação ao campo profissional
As transições de carreira surgiram para trazerem mais inovação ao campo profissional — Foto: TV Globo

Embora tenham atuado em ramos corporativos diferentes, Julia Pedrosa e Taís de Rosa Moura, compartilham um início semelhante no empreendedorismo: ambas fundaram os próprios negócios com um capital restrito.

Pedrosa trabalhava como advogada, mas, insatisfeita com a profissão, decidiu abrir um negócio de cestas de presentes personalizadas em São José dos Campos, no interior de São Paulo. A ideia surgiu ao procurar uma cesta para presentear o namorado e não encontrar o produto desejado.

Pedrosa investiu apenas R$ 500 no negócio, valor que foi usado para produzir as primeiras 10 cestas e divulgar o serviço. Atualmente, a empresa fatura cerca de R$ 30 mil por mês e já atendeu mais de 50 empresas.

Já Moura, que trabalhava com moda e lifestyle, sentia que não estava usando toda sua criatividade na área. Assim, decidiu transformar o hobby de produção de acessórios em um negócio próprio. A jovem lançou uma marca de joias, que teve investimento inicial de R$ 1.800. No momento, a empresa fatura R$ 40 mil por mês.

A reportagem completa foi ao ar no programa Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Assist

Advogada investe R$ 500 para fazer cestas presenteáveis e hoje fatura R$ 30 mil por mês

Advogada investe R$ 500 para fazer cestas presenteáveis e hoje fatura R$ 30 mil por mês

Mais recente Próxima Governo cria programa de estímulo ao empreendedorismo feminino no Brasil

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!