Portal BEI

Banco do Brics vai destinar R$ 1,3 bilhão para pequenas e médias empresas do RS

Fonte: Redação

Valor faz parte dos R$ 5,7 bilhões disponibilizados pelo NBD, o banco dos BRICS, à reconstrução do estado


O ato foi divulgado por Dilma Rousseff por meio das suas redes sociais
O ato foi divulgado por Dilma Rousseff por meio das suas redes sociais — Foto: Reprodução/X

A ex-presidente Dilma Rousseff, atual presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB, na sigla em inglês), anunciou nesta terça-feira (14) a destinação de aproximadamente R$ 1,282 bilhão (US$ 250 milhões) para o financiamento de pequenas e médias empresas do Rio Grande do Sul. O valor faz parte de um total de R$ 5,750 bilhões (US$ 1,115 bilhão) anunciados para a reconstrução do estado gaúcho.

O ato foi divulgado por Rousseff por meio das suas redes sociais. “Em parceria com o BNDES vamos liberar US$ 500 milhões, sendo US$ 250 milhões previstos para pequenas e médias empresas e US$ 250 milhões previstos para obras de proteção ambiental, infraestrutura, água e tratamento de esgoto e prevenção de desastres”, explica na publicação no X.

Dilma Rousseff afirma que o valor foi alinhado após conversa com o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e o governador gaúcho, Eduardo Leite (PSDB). Além do BNDES, o dinheiro será transferido para o Rio Grande do Sul pelo NDB e por outros parceiros, como o Banco do Brasil e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

“O objetivo do aporte é reconstruir a infraestrutura urbana e rural nos municípios atingidos pelas fortes enchentes ocorridas desde o final de abrir e ajudar na retomada da vida gaúcha. Vamos destinar, da maneira mais rápida possível, recursos para o estado”, diz Dilma Rousseff.

Veja como a quantia total será distribuída:

 — Foto: Reprodução/X
— Foto: Reprodução/X

O Novo Banco de Desenvolvimento é a frente financeira do BRICS, grupo de países emergentes liderados por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O NDB, também conhecido como Banco do Brics, tem como finalidade financiar projetos de infraestrutura em economias em desenvolvimento. O dinheiro do NDB vem de aportes feitos pelos países membros.

“Tenho certeza que pela força do povo gaúcho, a solidariedade do povo brasileiro e da comunidade internacional essa crise será superada. E devemos tomar todas as medidas para que ela não mais se repita. Fiquem firmes e amparados pela esperança e a solidariedade. Estamos juntos”, finalizou a ex-presidente da república.

PEGN procurou o BNDES para esclarecer como os recursos serão ofertados aos negócios, mas não obteve retorno até a publicação deste texto.

Mais recente Próxima Prorrogação de ICMS no RS e mais: veja quais tributos foram adiados para empresas do estado

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!