Portal BEI

Agentes Locais de Inovação transformam experiência com pequenos negócios em conhecimento acadêmico | ASN Nacional – Agência Sebrae de Notícias

Fonte: marcialopez

Trabalhos de todo o país, selecionados por pesquisadores, serão apresentados em Congresso de Inovação e Negócios, em São Paulo

O Sebrae vai reunir os principais estudos e artigos acadêmicos produzidos pelos Agentes Locais de Inovação (ALI) no 2º Congresso de Inovação e Negócios na próxima semana. Cerca de 400 participantes são esperados no evento (presencial e on-line), que terá 189 trabalhos em exibição – dos mais de 360 submetidos, de segunda (22) a quarta-feira (24), na Faculdade Sebrae, em São Paulo.

Além dos ALIs, o evento reunirá pesquisadores, alunos da Faculdade Sebrae e da Fatec Sebrae, para trocar informações e conhecimento sobre iniciativas inovadoras relacionadas ao empreendedorismo no Brasil. O diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick, participará do evento de forma on-line.

“Entendemos que isso trará um avanço no fortalecimento do Programa ALI e, sobretudo, contribuindo para compreender qual é o universo, as dores, as questões que envolvem os pequenos empresários, com as suas potências, fragilidades e dificuldades”, ressalta a analista de inovação do Sebrae, Ana Carolina Westrup. “Esse Congresso tem por objetivo fortalecer a dimensão acadêmica do ALI e colocar o Sebrae como produtor de inteligência sobre as micro e pequenas empresas”, completa Ana Carolina.

Silvana Aparecida Perseguino foi orientadora de alguns bolsistas do Programa ALI em São Carlos (SP). Ela considera que a produção de conhecimento a partir do atendimento de empresários de pequenos negócios ajuda no aprimoramento de pesquisas relevantes a respeito de práticas e ferramentas inovadoras de gestão. “Além disso, é possível trazer temas e problemáticas que podem auxiliar no desenvolvimento dos pequenos negócios. A metodologia é, ao mesmo tempo, simples de ser aplicada e inovadora em seu formato de acompanhamento”, comenta.

Por sua vez, Felipe Costa, que foi orientado por Silvana, conta que participou do programa em duas oportunidades (Franca e São Carlos), totalizando três anos e meio de atuação. “É uma oportunidade de ter alguém de fora, com um olhar diferenciado para a gestão do negócio. Por vezes, o empresário está tão submerso na rotina, que acaba por esquecer de ter uma visão estratégica do próprio empreendimento”, justifica. “Para o agente, é um aprendizado único, momento em que é possível aplicar o conhecimento teórico adquirido na universidade e ter contato com realidades tão diferentes, necessitando adquirir desenvoltura frente aos desafios dos atendimentos”, acrescenta.

Para participar ou acompanhar o 2º Congresso de Inovação e Negócios, acesse: https://contato.sebraesp.com.br/congresso-nacional-de-inovacao/

Saiba mais

O que o ALI oferece às empresas?
Para ter acesso ao acompanhamento com um ALI, basta o empreendedor buscar o Sebrae de sua cidade. Por meio dos Agentes Locais de Inovação, a empresa vai receber um diagnóstico do seu perfil de inovação empresarial, ter encontros individuais e personalizados, reuniões empresariais coletivas, mapear as dificuldades, conhecer consultorias especializadas opcionais, desenvolver e implantar soluções, mensurar os principais indicadores de resultados e acompanhar a finalização do programa.

Quer se tornar um ALI?
Os processos seletivos para ALI acontecem mediante publicação de editais estaduais. A depender das demandas de cada área/região e município, são exigidas formações em nível superior, pós-graduação ou ainda mestrado e doutorado. As seleções são divulgadas nas plataformas digitais (site, redes sociais e app) do Sebrae em cada região.
tem menu de contexto

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!