Portal BEI

OAB-SP abre novos editais para construção de usinas solares

Fonte: Viviane Lucio

OAB-SP abre novos editais para construção de usinas solares no Estado

A primeira usina da OAB, instalada em Três Fronteiras. Foto:OAB-SP/Divulgação

A OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil do Estado de São Paulo) lançou neste mês, no diário eletrônico da Instituição, quatro novos editais para a construção de usinas de geração de energia solar para abastecer as unidades da Ordem em diferentes regiões do Estado. 

O objetivo da Instituição é que todas as casas da advocacia sejam 100% abastecidas por energia renovável até o final de 2025. “O valor total do projeto é baixo se considerarmos os benefícios em médio prazo”, projeta Alexandre de Sá Domingues, diretor-tesoureiro da seccional.

Os novos editais visam a construção de dez usinas que atenderão 185 pontos de atendimento da OAB. 

As empresas especializadas que forem contratadas farão a análise dos locais disponíveis para a instalação das usinas, bem como projeto de infraestrutura, instalação de equipamentos e funcionamento.

Ao todo, serão 18 novas usinas até o final de 2025 que possibilitarão atendimento a mais de 500 pontos da instituição que vai gerar economia de R$ 2,25 milhões ao ano. 

“Os quatro novos editais representam cerca de 40% dos pontos de atendimento que vamos beneficiar com este projeto. Além da grande economia financeira, muito importante para que se possa investir em outras áreas e garantir mais benefícios à advocacia paulista, essa é uma medida fundamental para contribuirmos com a preservação do meio ambiente”, destaca Sá Domingues.

As empresas que ganharem a solicitação terão que indicar o melhor modelo de micro ou miniusina. 

Projetos fotovoltaicos começaram em 2023

O projeto de transição energética da OAB SP começou em março de 2023, com a construção de uma usina-piloto na colônia de férias da instituição, na cidade de Três Fronteiras, perto da divisa com o Mato Grosso do Sul. 

Desde o início do seu funcionamento, a usina já gerou mais de 112.000 MWh, uma economia de mais de R$ 12 mil por mês. 

Além das usinas que serão instaladas, seis Subseções da OAB SP possuem geração própria de energia solar: Aguaí, Miracatu, Santa Fé do Sul, Santa Rita do Passa Quatro, Tatuí e Teodoro Sampaio. 

Nessas localidades, os painéis solares suprem a demanda das Subseções, mas não geram energia para a rede de distribuição.


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!