Portal BEI

Como a Dasa está transformando a qualidade de vida com IA

Fonte: Bianca Alvarenga

Uma das grandes expectativas do uso da Inteligência Artificial (IA) está na área da saúde. Afinal, todos queremos ter mais qualidade de vida, mais tempo e uma vida com mais saúde. Nesse contexto, a IA surge com uma capacidade de processamento, eficiência, precisão e a qualidade dos serviços de saúde, ajudando no desfecho clínico e na fluidez da jornada do paciente.

De acordo com um mapeamento feito pela Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) e Associação Brasileira de Startups de Saúde (ABSS), dos hospitais 45 hospitais respondentes, 62,5% declaram que já utilizam a tecnologia de alguma forma em seus processos, entre eles a criação de chatbots de atendimento, ampliação da segurança da informação e apoio à decisão clínica, além de aperfeiçoamento nas análises de imagens médicas.

Uma das maiores contribuições da IA na saúde é sua capacidade de analisar grandes conjuntos de dados de forma rápida e precisa. Algoritmos de IA podem identificar padrões complexos em exames médicos, ajudando no diagnóstico precoce de doenças e na escolha dos tratamentos mais adequados. Isso não só economiza tempo, mas também melhora a precisão dos diagnósticos, permitindo intervenções mais eficazes.

A exemplo, a Dasa, rede de saúde integrada com mais de 40 marcas entre laboratórios e hospitais, tem utilizado tecnologias avançadas para atuar em ressonâncias, tomografias, mamografias e outros exames que ajudam a detectar precocemente patologias, como cânceres, problemas cardiovasculares, ou condições ligadas a doenças crônicas, possibilitando acelerar a jornada do cuidado.

“Um dos exemplos é a IA utilizada na tomografia de abdômen, que a Dasa tem disponível em SP, com um algoritmo capaz de identificar cinco condições de saúde simultaneamente. A tecnologia indica, em um só exame, se o paciente está com esteatose hepática, sarcopenia (diminuição do volume muscular), gordura visceral acima do recomendado, osteoporose e cálculos renais. Por meio da segmentação e do cálculo automático da volumetria dos tecidos, o algoritmo consegue diferenciar a gordura visceral da subcutânea, por exemplo, de forma mais rápida, sem a necessidade de demarcação do radiologista.”, explica Victor Gadelha, Head Médico de Inovação, Pesquisa e Educação.

Para identificar pacientes que estão em gap de cuidados e acionar o médico responsável, alertando para a necessidade de retomada de exames e procedimentos, a Dasa utiliza os algoritmos de NLP (Processamento de Linguagem Natural). “São estabelecidas regras para análise de diversos laudos que identificam pelo menos 43 doenças em que não há dúvida da pertinência da próxima etapa do cuidado. Uma equipe de médicos é responsável pelo contato com o médico prescritor que encaminhará o paciente para novos exames ou tratamento.”, explica Victor Gadelha.

Aprimorando a eficiência dos sistemas de saúde

Um dos cases emblemáticos em implementação nos hospitais da rede com a startup NoHarm, é a nova ferramenta de Inteligência Artificial que previne de maneira ainda mais eficaz interações medicamentosas, evitando intercorrências ou efeitos colaterais indesejáveis na administração de remédios a pacientes. A tecnologia usa algoritmos que cruzam o histórico médico e os exames dos usuários com informações do medicamento prescrito antes da liberação do medicamento para sua administração.

A área de Data Analytics e IA da Dasa também é responsável pelo desenvolvimento e implementação de algoritmos, além de fornecimento de dados que são insumos para a criação de programas com foco na eficiência, como a leitura automática de pedidos médicos.

“A parceria feita com a Google Cloud disponibilizou à Dasa ferramentas como o BigQuery, o Dataproc e o Vertex AI, capazes de analisar um grande volume de dados. Com esse tipo de tecnologia, a companhia criou um sistema próprio de reconhecimento óptico de caracteres (OCR) para a leitura automática de pedidos médicos. O sistema foi implementado no Nav, plataforma de saúde digital da Dasa, e consegue reconhecer automaticamente o texto do pedido médico, digitado ou manuscrito. Assim, é possível agilizar o agendamento de exames e consultas via aplicativo, já que os pacientes não precisam inserir o nome de cada procedimento solicitado.”, contextualiza Gadelha.

Cada paciente é único, e a IA está ajudando a personalizar o cuidado de saúde de acordo com as necessidades individuais. Com o uso de algoritmos de aprendizado de máquina, os médicos podem prever como um paciente responderá a determinados tratamentos com base em seu histórico médico, genética e outros fatores.

“A IA é usada de muitas maneiras no diagnóstico, como na tomografia de abdômen, e nos algoritmos de NLP, exemplos citados acima. Outro case importante é o Kardia, programa fruto da parceria com a startup Neomed, de serviço de eletrocardiogramas realizados nos hospitais da Dasa. Os laudos dos ECG ficam armazenados em nuvem e são filtrados por algoritmos de inteligência artificial. Os que apresentam alterações no traçado são priorizados para o médico fazer o laudo, diminuindo o tempo de entrega de laudos para menos de 5 minutos, apoiando o cuidado no contexto de urgências e emergências.”, finaliza Victor Gadelha.

IA + CX

Para tratar da combinação da IA com a melhoria da experiência do cliente, que tem impulsionado a inovação e aprimorado diversos aspectos do dia a dia de todas as empresas, é que o Grupo Padrão realizará o evento IA + CX, no dia 23 de abril, em São Paulo.

Na prática, o encontro é uma oportunidade valiosa para explorar o futuro das empresas e do dinheiro, e sentir como a digitalização desempenha papel de destaque nesse processo. Contudo, isso não significa que as pessoas tenham que ser deixadas de lado, vez que a tecnologia, por si só, não é capaz de substituir completamente o elemento humano.

Em síntese, não obstante o digital ofereça conveniência e celeridade, ele não pode oferecer nem compreensão, nem empatia. Portanto, essa edição do IA + CX reunirá especialistas das áreas de inteligência artificial e experiência do cliente, com o objetivo de discutir as tendências, os desafios e as oportunidades desta nova era.

Para saber mais sobre o IA+ CX, acesse: iacx.consumidormoderno.com.br

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!