Portal BEI

Ministro Anuncia Impulso do Salário Mínimo para 2024 e outras importantes medidas!

Fonte: BMCNEWS

No anúncio feito na última quinta-feira, 22, o Brasil vive mais uma vez um ciclo relevante em sua economia. O Ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, trouxe à tona um novo aumento para o salário mínimo brasileiro, atingindo a marca de R$ 1.412 a partir de janeiro de 2024. Esse avanço é resultado da política de valorização do salário mínimo, que foi implementada no ano de 2005 e interrompida somente durante o período de gestão Temer-Bolsonaro. Destaca-se aqui a importância vital dessa política para o estímulo do salário mínimo nacional.

Na coletiva do Ministro, foram evidenciadas diversas características do mercado atual de trabalho brasileiro. Salientou-se o crescimento do emprego formal, além de medidas tomadas contra o trabalho análogo à escravidão e o trabalho infantil. Em 2023, verificou-se um aumento de 9,7% na identificação de crianças em situação de trabalho infantil quando comparado a 2022, bem como um número recorde em 14 anos de resgates de trabalhadores em condições análogas à escravidão.

O Dilema do 13º Salário do Bolsa Família: Afinal, vai ser pago?

Luiz Marinho destacou a enorme relevância do diálogo entre os trabalhadores, empresas e entidades. Isso se dá por meio da criação de comissões e Grupos de Trabalho, os quais abordam assuntos de grande interesse como: valorização do salário mínimo, equidade de salários entre os diferentes gêneros, regulamentação de serviços de aplicativos e a promoção de condições de trabalho dignas.

De acordo com o Ministro, caso a valorização do salário mínimo tivesse continuado ocorrendo de forma ininterrupta desde 2005, o valor chegaria a R$1.492 em 2024. No entanto, o ajuste para R$1.412 parece representar um equilíbrio entre os índices de inflação e o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB).

Quais são as outras importantes medidas destacadas pelo Ministro?

Além das questões salariais, outros pontos igualmente importantes receberam destaque. Dentre eles estão a ampliação da faixa de isenção do Imposto de Renda e a criação de postos de trabalho em todo o Brasil. Entre janeiro e outubro de 2023, geraram-se 1.784.695 novos empregos, sobretudo no setor de serviços.

O combate ao trabalho análogo à escravidão e ao trabalho infantil também foram temas enfatizados. Foi informado o resgate de 3.039 trabalhadores em condições análogas à escravidão, além do aumento da fiscalização contra o trabalho infantil. Como resultado, conseguiu-se identificar 2.255 crianças e adolescentes em situação de exploração laboral.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!