Portal BEI

Em 1 ano, novo Bolsa Família ampliou número de beneficiados; programa atende 56 milhões de pessoas | CNN Brasil

Fonte: douglasporto

O programa social Bolsa Família ampliou o número de beneficiados em um ano, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome.

Desde março de 2023, mais de 2,85 milhões de famílias passaram a ser atendidas pelo programa. Atualmente, estão cadastradas 56 milhões de brasileiros no Bolsa Família.

À CNN, o ministro de Desenvolvimento Social, Wellington Dias, ressaltou que a ampliação do programa reforçou a política de atendimento às pessoas que mais precisam.

“A nova proposta buscou compromisso e justiça social com as famílias brasileiras. O Bolsa Família não é só transferência de renda, é uma política de vida”, disse Dias.

O novo Bolsa Família paga em média R$ 682,91 por família. No entanto, o valor pode ser maior após a incorporação desde 2023 de outros benefícios, de acordo com o número de integrantes na família.

Adicionais ao novo Bolsa Família

  • Benefício de Renda de Cidadania: pago para todos os integrantes da família, no valor de R$ 142 por pessoa;
  • Benefício Complementar: pago às famílias beneficiárias nos casos em que o Benefício de Renda de Cidadania não seja o suficiente para alcançar o valor mínimo de R$ 600 por família. O complemento é calculado para garantir que nenhuma família receba menos de R$ 600;
  • Benefício Primeira Infância: no valor de R$ 150 por criança de até 6 anos;
  • Benefício Variável Familiar: valor de R$ 50 pago por gestante, criança entre 7 e 12 anos incompletos e adolescente entre 12 e 18 anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar Nutrizes: seis parcelas no valor de R$ 50, cada uma, destinadas às responsáveis por recém-nascidos, de até seis meses.

“Com o novo Bolsa Família, há o modelo de transferência de renda, mas levando em conta o tamanho da família e a sua composição, onde há crianças, e o valor per capita é maior”, afirmou Dias à CNN.

Com a recriação do programa, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, o governo federal investe uma média de R$ 14,3 bilhões por mês.

O Bolsa Família foi criado em 2003, no primeiro governo do presidente Lula.

À época, o programa contemplava 1,15 milhão de famílias, que recebia 73,67 reais em média, por mês. Durante o governo de Jair Bolsonaro (PL), de 2019 a 2022, o programa recebeu o nome de “Auxílio Brasil”, voltando ao nome anterior em 2023. Em outubro, o programa irá completar 21 anos.

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!