Portal BEI

Audiência no Senado vai debater rodovia binacional Brasil-Bolívia

Fonte: Redação

Representantes dos governos brasileiro e boliviano, além de lideranças empresariais e regionais, vão discutir a evolução da rodovia binacional Brasil-Bolívia  em uma reunião conjunta de dois colegiados do Senado: a Comissões de Infraestrutura (CI) e a Comissão de Relações Exteriores (CRE). O encontro acontece na terça-feira (11), a partir das 9h. O requerimento para a realização do debate (REQ 30/2023-CI) foi apresentado pelos senadores Wellington Fagundes (PL-MT) e Wilder Morais (PL-GO).

Os dois senadores argumentam que a rodovia seria uma alternativa importante para o escoamento da produção agropecuária do estado de Mato Grosso, que, segundo eles, hoje enfrenta gargalos logísticos para acessar os portos e, consequentemente, os mercados internacionais. 

O Mato Grosso está no centro da América do Sul, mas distante de todos os portos do continente americano. Eles destacam que o estado é um dos maiores produtores e exportadores mundiais de soja, algodão, milho e carne. E também ressaltam que, atualmente, grande parte dessa produção é transportada por rodovias ou uma ferrovia até os portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR), o que encarece o frete e reduz a competitividade dos produtos. 

“Há pelo menos três décadas produtores de Mato Grosso trabalham no sentido de viabilizar uma saída para o Pacífico, o que representaria menor custo de frete e acesso mais rápido aos mercados asiáticos”, argumenta Fagundes.

De acordo com os dois senadores, a construção da rodovia binacional depende, dentre outros medidas, da pavimentação de menos de 250 km de rodovia, ligando Vila Bela da Santíssima Trindade, em Mato Grosso, a San Ignácio, na Bolívia.

Eles salientam também que, além da pavimentação rodoviária, o projeto também depende de acordos bilaterais sobre controle aduaneiro, controle fitossanitário e a movimentação de pessoas entre Brasil e Bolívia.

O embaixador da Bolívia no Brasil, Horacio Villegas Pardo, já confirmou presença na audiência. Além dele, Mariana Campos Porto, da Secretaria Nacional de Transportes Rodoviários (SNTR), João Carlos Parkinson de Castro, do Ministério das Relações Exteriores (MRE), Pedro Lacerda, do Comitê Pró-Asfaltamento e Integração Brasil-Bolívia, e Edeon Vaz Ferreira, da Federação de Agricultura de Mato Grosso, também confirmaram presença.

Como participar

O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e‑Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo. O Portal e‑Cidadania  também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
+ Relacionadas
Últimas

Newsletter

Fique por dentro das últimas notícias do mundo dos negócios!